A Humanindade

Apesar de não ser funcionária pública eu trabalho em um órgão do Governo do Estado, que faz um trabalho, a meu ver muito bom, de ressocialização de ex-presidiários. Acho sim que eles erraram, cumpriram suas penas e merecem a chance de se reintegrar a sociedade, por isso mesmo fiquei arrasada quando voltei do almoço e descobri que um deles, de 30 anos, que há pelo menos seis meses trabalhava diretamente comigo, foi preso novamente.

A minha primeira reação foi de choque, depois uma pena infinita, e agora é um misto de tudo, e junto com isso uma espécie de desilusão com o ser humano, eu confiava nele, ficava até mais tarde aqui apenas com uma amiga e com ele, e ele foi preso novamente por haver estuprado seis mulheres de março para cá...Como as pessoas atuam desse jeito? Por quê as pessoas põe peles de cordeiro em cima de si? E por quê eu não consigo parar de acreditar no ser humano, mesmo com coisas assim que acontecem. Se eu senti medo ao saber disso...nem deu tempo, mas cada vez que penso me sinto angustiada...

Comentários

Nanda disse…
O que eu acho mais triste é que temos todos que viver sempre em alerta; desconfiando... Não deveria ser assim.

Postagens mais visitadas deste blog

Padroeira do Recife

Está chegando...

Bookaholic