27 de setembro de 2010

Vestibular

Vinha eu alegre, saltitante e serelepe no ônibus ouvindo minhas músicas, quando eis que a bateria acabou... após xingar a 29ª geração das baterias que acabam de uma hora para outra, eu tive que me conformar em ouvir a música que o motorista do ônibus queria que eu ouvisse, e vocês devem estar se perguntando o que é que tem o vestibular a ver com a história? Calma que eu chego lá, vocês são muito apressadinhos...

Voltando a narrativa: e aí estou eu ouvindo propagandas quando ouvi uma do vestibular, claro que eu lembrei do meu próprio vestibular, não o meu, o que eu passei, óbvio. Foi em 1991 e eu fiz o vestibular da UPE, Administração de Empresas e da UFPE, Comunicação Social, os dois mega concorridos, e eu achando que sei lá, não passaria.

Na UPE as matérias que pesavam eram História (sou muito boa), Português/Redação (sou muito boa), Inglês (sou muito boa) e Matemática (já fui muito boa nisso).

PAUSA

Eu era muito boa em Matemática, até fiz o curso técnico de telecomunicações, estava mais era doida... e pensei em fazer vestibular para Engenharia Eletrônica, estava surtada... Mas hoje em dia não sei mais nada de Matemática, mal sei quanto é 1 + 1... e uma pessoa, há muito tempo, quase uma vida passada, fez uma linda declaração para mim usando matemática, comparou-me com uma assíntota (seja lá o que se isto signifique), foi super legal!

DESPAUSA

E não é que passei??? Pois é passei em Administração de Empresas, quando minha amiga Viviane e minha irmã ligaram contando eu não acreditei, tive que ir lá conferir a identidade...lembro de Viviane dizendo, é existem mesmo duas Jannine Albuquerque L'Amour no mundo... mas não cursei.

O que eu queria mesmo passar era no da UFPE, passei na primeira fase e aí na segunda fui mais tranquila era História (sou apaixonada), Redação (gosto); Literatura (sem comentários) e Inglês novamente, e aí o resto da história todo mundo já sabe, passei e me formei há 15 anos e enfim, é uma profissão linda para se viver lisa a vida toda, mas fiz o que queria!

I gotta a feeling...


Já estou com o meu caro - nem bem me livrei da dívida do concerto do A-HA - ingresso para o Black Eyed Peas no próximo mês...vou dançar até me desconjuntar...bom vai ser ir trabalhar na segunda-feira...


E sim, as unhas continuam num lindo tom de roxo clero!!!

25 de setembro de 2010

Insônia

Nada como uma insônia básica para eu vir aqui postar a estas horas! Pois bem, vamos ao que interessa, o posto hoje vai ser musical, até porque eu só falo em livros, mas também não vivo sem música. Hoje minha mãe estava cansada, ela tem problema cardíaco por isso cansa, e aí eu coloquei o MTV Acústico de Roberto Carlos, ela é alucinada por ele e eu gosto por tabela, eu literlamente cresci ouvindo Roberto Carlos e vamos combinar que as músicas antigas dele são maravilhosas.

Depois ela decidiu tirar um cochilo e eu me empolguei e fui rever o MTV Unplugged do Maná, e depois do Diego Torres e depois um dvd do Juanes, e aí sempre vem o questionamento por que raios aqui não se toca música latina? Por que o Brasil sendo cercado de países que hablan é tão indiferente aos cantores latinos com raras exceções? Em inglês toca-se tudo, mas em espanhol só se decidirem colocar a música como trilha de novela da Globo.

Eu não me conformo, sei que fui a um show do Maná lá em São Paulo, mas sei também que meus amigos lá de São Paulo nunca tinham ouvido falar em Maná, eu sou uma das raras exceções que tenho esta paixão por música latina, mas enfim ao menos eu tenho como conseguir ouvir!

Deixo vocês com uma música de Roberto Carlos que diz tudo: "a distância não vai impedir, meu amor de te encontrar", é linda ou não é? Uma das minhas músicas preferidas dele.

Beijos e ótimo domingo.

22 de setembro de 2010

Vestidos X Ventos (Parte 2)


Faz tempo que não começo um post no estilo do meu alter ego Bridget Jones, então lá vai:
Peso: 54 kg (muito bom), unidades alcoólicas: 0 (muito, muito ruim, deve ser por isso que estou com dor de cabeça), número de cigarros: 0 (normal se levarmos em consideração que não fumo), número de namorados: Hã? Qual foi mesmo a pergunta??
Agora que o momento Bridget passou, vamos a outro momento Bridget...Vocês lembram daquela minha amiga??? E aqui gostaria de fazer uma pausa.

PAUSA
se alguém disser que me viu hoje, por volta de 17h15, na rua da Aurora, às margens do Capibaribe, com uma sacola reciclável, uma bolsa preta de mão e falando ao celular...com o vestido praticamente voando acima da minha cabeça, não era eu, claro que não, era só alguém muito parecida comigo.
DESPAUSA
Sim, como eu estava falando antes de ser bruscamente interrompida, aquela minha amiga sem noção que eu já falei em um post alguns meses atrás que teima em atravessar a ponte usando vestidinhos e que aqui em Recife venta muito e tal? Pois...esta mesma pessoa hoje não só atravessou a ponte como quase fez um pobre rapaz cair no rio Capibaribe, o que não chega a ser uma coisa boa, vai que ele não sabe nadar...tipo ela??? Por causa dos mesmos motivos, a combinação bolsa + sacola + vestido mais ou menos acima do joelho + vento + celular tocando= vestido quase acima da cabeça e pobre rapaz quase mergulhando no rio de tão atento a paisagem.
Pois bem é a última vez que dou este conselho a vocês que me lêem e à minha amiga, em Recife se teiverem que andar à beira rio ou atravessar pontes, se estiverem de vestido ao menos não atendam o celular...

19 de setembro de 2010

Melosa+Dengosa+Manhosa= EU

Admito (batendo no peito e fazendo o mea culpa), sou isto mesmo. Como eu me dei conta?

Diálogo

Amiga 1: E ela é legal?

Amiga2: Super legal, assim meio melosa.

Amiga 1: Melosa como?

Amiga 2: Ah sabe como é, toda derretidinha, toda carinhosinha, toda cehia de nhem, nhem, nehm!

Amiga 1: Parece até que você está me descrevendo.

Amiga 2: Mas você é melosa???

Amiga 1: Quem? Eu???????????????

Não sei porque a surpresa, mas sim eu sou assim mesmo, dengosa é o meu segundo nome! E como diz minha amiga portuguesa, quem estiver achando ruim deixe na beira (sei lá se é isso mesmo que ela diz)

Beijos e um ótimo início de semana

15 de setembro de 2010

Crônica de um corte de cabelo anunciado!


Sexta-feira, 10 de setembro de 2010.

Acordei como sempre por volta das 7h15 da manhã, feliz da vida, afinal de contas era uma sexta-feira, e como sempre tentei lembrar com o que tinha sonhado, e lembrei, com minha irmã dizendo que eu TINHA que cortar o cabelo. Contei a minha mãe, ela depois que parou de rir comentou: "até no sonho você é doida". Isto é comentário próprio para uma mãe fazer sobre a filha???

Por volta das 3h da tarde, no trabalho, não resisti, liguei para a minha irmã que por um milagre atendeu o celular - eu: Jacira é para eu cortar o cabelo mesmo? - ela: é sim(oi?, a doida confirmou?) - eu: então tá quando vocês for em Sandra (a cabelereira) me avisa - ela: vou amanhã, você vai cortar mesmo? - eu: vou!


Sábado, 11 de setembro de 2010.

Acordei pensando é sábado, ebaaaaaaaaaaaaa, até que pensei dia de faxina, retira o eba, mas aí lembrei, vou cortar o cabelo: ebaaaaaaaaaaaaaaaa. O sonho foi bom, mas não posso contar!

Faxinei, tomei banho e fui encontrar minha irmã, que antes decidiu e fazer as unhas, as minhas já estavam pintadas de roxo clero e ela queria pintar as dela de vermelho quenga, fomos, e depois enfim o salão...e a longa espera, esta parte vou pular. Enfim o corte e para comemorar um cappuccino no Delta e um livro (Casório de Marian Keyes) na Cultura. E o resultado foi este que todos podem ver na foto!

13 de setembro de 2010

Dor de Cabeça

Eu ia falar sobre o meu novo corte de cabelo, mega curto, sobre o novo livro que comprei lá na Cultura no sábado, e sobre o resto do fim de semana...mas minha companheira enxaqueca me pegou e vou deixar para falar, contar, comentar, colocar fotos, enfim fazer o serviço completo, amanhã!
Beijos e bom início de semana

7 de setembro de 2010

Independência?!


Hoje "comemoramos" a independência do Brasil proclamada por D. Pedro I, eu queria mesmo era comemorar a independência do Brasil dos políticos corruptos, da violência, da desiguladade social, dos preconceitos, da hipocrisia, da pobreza...isto sim é ter motivo para se comemorar!

B de Barcelona

Ramblas Só estive em Barcelona uma vez na vida, e foi justamento em 2002, no ano Gaudí! Ou seja, melhor impossível. Só lamento porque na...