28 de outubro de 2009

Saudades

Pôxa Painho, 9 anos, já! Sinto sua falta do mesmo jeito. Sinto falta do seu jeito brincalhão, o bom humor eterno, isso com certeza puxei ao senhor, assim como a paixão pelo futebol, apesar de ter tido 2 filhos homens, eu sempre fui a mais apaixonada, fomos a jogos juntos e assistíamos jogos diversos em casa, pela TV. Quando o Brasil foi campeão pela quinta vez em 2002, eu chorava de alegria pelo campeonato e de saudades porque imaginava a sua alegria, recordava de nós dois sozinhos vendo o jogo na sala der casa em 1994.

Outra paixão que eu herdei totalmente do senhor: fotos. E como o senhor gostaria das câmeras digitais, assim como do dvd... A medida que vou escrevendo vou percebendo como pareço com o senhor...a saudade vai apertando meu coração com sua mão gelada, e como meu coração parece ser diretamente ligado aos meus dutos lacrimais começo a chorar.

É hora de parar de escrever antes que Mainha me veja chorando, ela mais que ninguém, o senhor pode imaginar sofre com a sua ausência. Mas estamos todos bem, filhos, netos, todos bem, e tenho certeza com a mesma saudade monstruosa que eu sinto.

Amo você, até um dia,

Sua filha, Jannine.

19 de outubro de 2009

Arroz de Terceira


Eu não sou uma exímia cozinheira, na verdade eu sou uma cozinheira medíocre, mas isto não me impede de saber que arroz de terceira é muito quebradinho, e vocês devem estar se perguntando aonde eu quero chegar com esta conversa mole. Calma que explico. A questão é que hoje, segunda-feira, primeiro dia útil da semana e sem horário de verão em Pernambuco, eu estou mais quebrada que "arroz de terceira". Expressão muito usada por nóa aqui da terrinha quando queremos dizer que estamos cansados, com dores pelo corpo.

E tudo isso por causa do fim de semana, e antes que vocês pensem o melhor de mim, devo dizer que não se iludam, eu só estou assim porque decidi pintar uma parede lá da sala, a que não é branca (oi?), coforme vocês podem ver na foto, e aí claro que no outro dia eu estava com dores até no cabelo da cabeça, se é que vocês me entendem.

Mas na verdade estou escrevendo para comentar sobre as expressões que nós usamos aqui e que são muito divertidas e em alguns casos incompreensíveis para os que não são da região, ou mais especificamente pernambucanos.

Na Bienal do Livro tinha umas camisas super bacanas com algumas dessas expressões, mas nenhuma do meu tamanho, que raiva! As camisetas eram as seguintes:

O cão chupando manga (a que eu mais queria), esta expressão nós usamos muito quando queremos dizer que uma pessoa é muito boa em algo, neste caso elogiando, ou então quando a pessoa se acha muito boa em algo, neste caso zoando. Ex: Meu amigo é o cão chupando em informática ou Minha tia só quer ser o cão chupando manga, mas não sabe cozinhar nada. Entenderam os dois sentidos?! Esta expressão tem o mesmo sentido de: o cão do segundo livro. Por favor não me venham agora querer saber que livro é este que se eu souber eu choche (outra expressão muito usada)

A outra camisa era: Virado no moí de coentro alguém é ou está virado no moí de coentro quando está muito enraivecido com algo. Ex: eu hoje já cheguei virada no moí de coentro...ah e "moí de coentro" é literalmente uma molhinho de coentro =D.

A terceira e última era : Pensando na morte da bezerra está expressão usamos quando alguém está muito pensativo sem motivo aparente. Ex: João está ali no quarto pensando na morte da bezerra.

Outro dia volto com mais expressões típicas daqui de Pernambuco.
p.s Foto com a parede "cor de burro quando foge" (outra expressão, claro!)

16 de outubro de 2009

Educação é fundamental

Eu sei que o dia dos professores foi ontem, mas, como eu sou daquelas que acham que a educação é a base para uma vida melhor, creio que posso homengear os mestres, todos eles, hoje e sempre. E olha que são muitos ao logo de nossas vidas, a começar pelos nossos pais, que nos ensinam, ou deveriam ensinar a ser cidadãos dignos em um mundo cada vez mais indgno. A eles o meu agradecimento.

Agradeço também a todos aqueles que dedicam suas vidas ao ensino, em escolas e colégios e que cada vez mais não têm reconhecimento por parte dos alunos, dirigentes, pais, enfim da sociedade. Mas são esses que se bons forem, não só no sentido profissional, mas em toda a vida, nos darão a base para um conhecimento maior, para uma universidade, nos ajudarão a trilhar um rumo profissional, nos farão ler e escrever bem. A estes muito obrigada.

Aos professores universitários, doutores do saber, que consentem em compartilhar do seu conhecimento, a eles muito obrigada.

E em especial quero falar de duas pessoa: minha irmã Jacira e minhas amigas Cláudia e Zany, que estudaram e se dedicam aos seus alunos e que principalmente conseguem sentir o que estes alunos buscam, não perderam esta sensibilidade tão necessária ao ato de ensinar, como a toda a vida, e que as vezes os parcos salários, as condições de trabalho e outras coisas mais, faz com que muitas pessoas percam!

E olha que eu sei que não é nada fácil ensinar. Sim, já dei capacitações, e várias vezes, sobre jornal escolar, na Prefeitura de Recife, e sei que não é fácil preparar uma aula, se fazer entender, mostrar o novo e fazer as pessoas se interessarem por ele, as vezes as pessoas só estão ali por obrigação, e dá uma satisfação enorme quando ao final de uma aula, alguém vem parabenizar você ou agradecer.

É isto, agradeçamos sempre aos nossos mestres.

12 de outubro de 2009

Tamo Junto foi Sinixxxxxtro!!!



Este será um relato completamente parcial, de uma jornalista apaixonada, sobre o Stand Up Comedy do ator Marco Luque. Vamos a ele:

Todo mundo sabe da minha paixão adolescente pelo Marco Luque do CQC, não sei de onde vem esta minha crise de “volver a los 17”, eu acho que deve ter a ver com alguma pancada na cabeça na minha infância, mas minha mãe sempre nega...então vou parar de tergiversar e vou aos fatos.

Na sexta-feira, dia 09/10, o Marco Luque apresentou-se em Recife, no Teatro da UFPE pela primeira vez, com o seu Stand Up, Tamo Junto. Eu havia comprado meu ingresso com um mês de antecedência (oi?) e iria sozinha, não me importo de modo algum em fazer as coisas sozinha, o que me incomoda é não fazer algo que eu queira.

Trabalhei em estado de histeria, pensando que chegaria o sábado, mas não chegaria a hora da apresentação. Saí do trabalho às 17h como sempre, alegre, saltitante e serelepe e descobri que a av. Conde da Boa Vista, onde eu pego ônibus, estava completamente engarrafada. Mas eu tinha tempo e atravessei a ponte para pegar o outro ônibus que faz um outro percurso e eu poderia fugir do engarrafamento.

Esperei o ônibus por 30 minutos. Mas, como pessoa calma e controlada que sou não cometi nenhum desatino, no máximo xinguei uns 10 palavrões de mim para eu mesma, até que o famigerado ônibus chegou...e eu tive que esperar o próximo já que este estava insuportavelmente cheio.

Enfim cheguei em casa, tomei um copo de leite, um banho, troquei de roupa...acho que exagerei no perfume, mas talvez tenha sido só impressão, e fui para o teatro. Cheguei lá com meia hora de antecedência, lugar marcado, coisa e tal, fui comprar minha blusa “bj+me+liga, e sentei no meu lugar na segunda fila e fiquei ouvindo MP4. E eis que finalmente a apresentação começou, eu como boa mulher sem noção que pensa que é adolescente, estava com o coração saindo pela boca, mas bastou o Luque começar a falar para eu relaxar...e aí eu ri, não vocês não fazem idéia, eu ri de chorar, eu não parei de rir até a hora que terminou. Não vou contar detalhes da apresentação porque isso não seria mais um post e sim um roteiro, mas aconselho quem puder a ir assitir, o Luquinho (uiiiiiiiiiii) manda bem.

Quando acabou vocês pensam que eu fui embora? Qual o que?! Fiquei em uma fila com umas 1.347 adolescentes (de verdade) descompensadas, e eu com meu singelo Dicionário de Pernambuquês (eu sempre gosto de dar este dicionário para quem não é da terrinha), para dar a ele (não sejam maldosos, estou me referindo ao dicionário, infelizmente...), e depois de muita confusão e oba-oba, entrei, dei (o dicionário minha gente, o dicionário) e também o recado da Dani Teixeira, viu Dani? Falei para ele direitinho ele riu quando eu disse que conhecia você. Tirei uma foto com trocentas pessoas aparecendo, mas já consegui cortar uma e meia (oi?) como vocês podem perceber.

Este post eu fiz especialmente para minha prima Eve Albuquerque e sua filha Dani Teixeira que torceram tanto para que este dia chegasse ;-).

Beijo + ME + liga

8 de outubro de 2009

Eu amo receber presentes pelos Correios

Sim, sim, sim, ontem eu estava com o ganhador aberto, como diz minha mãe! Primeiro que quando eu cheguei ao hospital para ficar com minha irmã e sobrinho, e aqui quero fazer um agradecimento coletivo e informar que ele já está em casa, e bem, ganhei uma joaninha, sim uma joaninha de pelúcia da minha irmã, que sabe que eu sou doida por joaninhas.

E aí à noite quando eu cheguei em casa, o que tinha em cima da minha cama, o que? o que? Uma coisa que os Correios entregaram...não, não era nenhum envelope com fatura de cartão de crédito, era uma linda caixa que minha amiga Cam do Camélia de Pedra http://cameliadepedra.blogspot.com , a carioca mais paulista que eu conheço me enviou com deliciosas balas 7belo, meu Prêmio Oprah (vejam do que se trata lá no blog dela), um presente surpresa que eu simplesmente AMEI e um cartão muito fofo. Obrigada de coração minha querida, principalmente pela sua amizade.

E amanhã é o dia, vou ver o Marco Luque e estou simplemsente surtando por isso (mais?). Super beijo para vocês.

7 de outubro de 2009

Viajar na viagem


Hoje está fazendo exatos 7 anos que eusaí do país a primeira vez, e fui alegre, saltitante e serelepe rumo a Europa. Apesar do tempo eu lembro como se fosse ontem, a viagem foi toda programada meio que no susto porque Cris, amiga e companheira de viagens, tinha que ir a Lisboa apresentar um trabalho, só que ela queria aproveitar e ficar mais uns dias e aí me apurrinhou até que comprei a passagem dividida em 10 vezes como sempre.
E lá fomos nós rumo a Madrid, com uma parada técnica de 3 dias em Lisboa. O resto da história vocês já conhecem, caí de paixão por Lisboa, pelo rio Tejo, Augusta, Terreiro do Paço (foto), Castelo de São Jorge, Torre de Belém. A apresentação de Cris foi muito boa, obrigada, eu assisti.

No dia seguinte partimos cedo rumo a Madrid, sempre tive ganas de conhecer a Espanha, mas Madrid é uma coisa inexplicável o que eu sinto por aquela cidade, acho que o único lugar que me deixa mais surtada é Atenas. Ficamos hospadadas em um hostal bem baratinho no centro da cidade, pertinho da Puerta del Sol e da Plaza Mayor, praticamente ao lado do El Corte Inglés. Desenferrujar meu espanhol foi mais fácil do que eu esperava!

Eu e Cris apesar do pouco, mas pouco mesmo, dinheiro que tinhamos levado fomos a todos os lugares que tinhamos nos proposto: Museo Reina Sofia, Corrida de Toros, Tablao Flamenco e um Irish Pub (oi?), vocês devem se perguntar o que tem haver um pub com a história, nós fomos com os gregos (oi?)que conhecemos antes, na apresentação de dança flamenca...ah, se complicou mais não posso fazer nada, eu estou entendendo a história. Fomos também a Toledo, cidada que é Patrimônio da Humanidade, e como não com aquela muralha medieval bárbara! Voltei a Madrid uma outra vez e fui aos lugares que não pude ir da primeira vez: Museo del Prado y Parque del Retiro.

De Madrid fomos de trem, aproveitando para viajar à noite e dormir na liteira, até Barcelona, linda, linda, linda, era o ano Gaudí e poder ver suas obras foi algo indescritível, amo Gaudí! Em Barcelona fomos também a todos os lugares que nossos recursos permitiram: Sagrada Família, Parc Güell, Montjuic com direito ao bondinho deles, Port Vell, Estádio Olímpico, Las Ramblas, Boqueria... enfim. Depois ainda voltamos a Madrid e passamos à noite bebendo vinho (que compramos baratinho no El Corte Inglés) , na Plaza Mayor, nos despedindo da cidade. Espero poder voltar em Madrid ainda uma terceira, quarta, quinta... vez...

Foto 1: no Terreiro do Paço, com o Arco da Augusta aparecendo, em Lisboa.
Foto 2: Na frente da Sagrada Família, O Nascimento, este lado foi feito por Gaudí.
Tenho que scannear as fotos dessas duas viagens, na época ainda não tinha uma digital, tenho zilhões de fotos, mas só em papel.




5 de outubro de 2009

Muitos assuntos


E como tenho muito o que falar o post vai por tópicos!


1. Eleição do Rio como cidade de sediará as Olimpíadas de 2016. Não nego que estava apavorada com a idéia, e me entendam os cariocas, eu simplesmente amo o Rio de Janeiro, falo bem para todos e a todos digo que é a cidade mais linda do mundo. Mas, o Brasil, não só o Rio no quesito violência e roubalheira deixa todo mundo de cabelo em pé.
Mas, agora que o Rio ganhou estou orgulhosa, feliz, e na torcida para tudo dar mais que certo e a cidade, e o esporte no Brasil ficarem com um legado inesquecível!
2. Meu sobrinho fraturou o tornozelo e rompeu os ligamentos jogando futebol, será operado para colocar platina amnhã à tarde e eu passei o fim de semana com ele e minha irmã no hospital, hoje estou caindo de sono.
3. A morte de Mercedes Sosa, perdemos uma grande cantora, mas ela está brilhando agora no céu. Todo mundo sabe como eu sou apaixonada pelos latinos, e esta grande argentina "La Negra" sempre nos fez sentir orgulhosos em sermos latino americanos. E vamos combinar que ninguém interpretava tão bem as canções da chilena Violeta Parra. Eis aí um exemplo: http://www.youtube.com/watch?v=WyOJ-A5iv5I
4. No mais ontem foi dia de São Francisco de Assis e eu deixo com vocês a bela Oração de São Francisco, tenham uma ótima semana meus querid@s.




1 de outubro de 2009

Outubro


Pois é, estamos em outubro, e devo dizer que eu tenho uma relação um tanto quanto conturbada com este mês, desde o ano 2000. O meu pai morreu em outubro de 2000, depois de 2 meses de UTI, e aí desde então eu criei no me inconcosciente um medo do mês, bobagem minha eu sei, porque da mesma forma que em 2000 aconteceu algo muito ruim, em 2002 por exemplo aconteceu algo super legal, minha primeira viagem a Europa, quando eu conheci Lisboa, Madrid, Toledo e Barcelona, foi um lindo mês de outubro, outono europeu.

Também em outubro faz aniversário uma das minha melhores amigas, e grande companheira de viagem, Cris. E ela faz aniversário no dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. São logo mais dois motivos para eu gostar de outubro.

Nos anos de 2001, 2003 e 2004 os outubros foram calmos e pácificos. Em 2005 outubro voltou a ser problemático, com o fim de um relacionamento, mas tudo bem, faz parte, 2006 normal, exceto por uma eleição xaroposa, 2007 super tranquilo, em 2008 foi ruim, meu irmão soube do câncer de próstata, mas graças a Deus ele está super bem, e contando vitória.

Acredito que este ano outubro será um ótimo mês, como todo mundo já está careca de saber vou ver meu amadérrimo Marco Luque, dia 09, de quebra tem aniversários de pessoas queridas como Nanda e Cris. Festa de São Francisco e Nossa Senhora Aparecida na igreja e o principal, o padre do meu calendário romano 2009 referente ao mês de outubro, é muito cute, cute!!!

E que venha outubro, seja muito bem vindo, e seja um ótimo mês, recheado de delícias no sentido literal ou não, para todos nós.

Foto 1: padre do mês de outubro do meu calendário romano 2009...afe...
Foto 2: Meu ingresso para o Stand Up comedy Tamo Junto do Marco Luque.

B de Barcelona

Ramblas Só estive em Barcelona uma vez na vida, e foi justamento em 2002, no ano Gaudí! Ou seja, melhor impossível. Só lamento porque na...