30 de junho de 2007

Sobre livros e formas de violência

Sobre livros e formas de violência.


Vou começar com o assunto chato, que é a violência e deixar para falar do outro que eu amo, que são os livros, para o término do post. Eu mesmo após os 10 anos do assassinato por filhinhos de papai do índio pataxó em Brasília, que diga-se de passagem estão todos soltos e bem, volto a me indignar e estarrecer com o que aconteceu no Rio de Janeiro, na Barra de Tijuca, onde mora a classe média alta carioca. Mais uma vez filhinhos de papai agem como se fossem os donos do mundo, que tudo podem porque têm dinheiro. O simples fato de agredir uma pessoa independente do sexo já me deixa doente, mas para piorar eles dizerem que agrediram a empregada doméstica orque confundiram-na com uma prostituta é o cúmulo de todos os limites. E prostituta não é gente? Não é um ser humano de merece viver com um mínimo de dignidade sem apanhar no meio da rua? Ah façam-me o favor de pedir parada do mundo que eu quero saltar...


O outro caso também tem a ver com violência e como nossas crianças estão sendo criadas, as mães estão cada vez mais sem noção, conseqüentemente não dão limites aos seus filhos que já crescem achando que podem tudo. Lembram da gatinha de rua que eu e algumas pessoas do prédio adotamos, pois é ela foi super maltratada mais uma vez e infelizmente eu estou com medo que da próxima vez os meninos cruéis que moram por aqui a matem, então ela e a filhinha dela que ainda mora por aqui estão sendo oferecidas em adoção. Se você mora em Recife e gota de gatos por favor entre em contato comigo, ela é super dócil, saudável, além de ser uma fofa, para quem se interessar tem umas fotos dela dela e da filhinha no meu flickr, é só clicar.


E agora saí para lá clima pesado que eu vou falar de um outro livro que acabei de ler ontem: Istambul: Memória e Cidade, de Orhan Pamuk. Aí que este ano eu já li e reli uma túia de livros bons, Travessuras da Menina Má de Vargas Llosa, De Amor e de Sombras de Isabel Alende, Os Fantasmas de Goya de Milos Forman Cien Años de Soledad de Gabriel Garcia Marquez e La Sombra del Viento de Carlos Ruíz Zafón (esses dois últimos imperdíveis) são os que eu mais lembro. Só que este Istambul são as memórias do autor sobre o período em que Constantinopla decididamente passa a ser Istambul, a divisão de um povo entre o Ocidente e o Oriente..enfim um livro maravilhoso e que faz você viajar, se eu já estava com vontade de ir a Turquia digamos que essa vontade agora triplicou.


Um cheiro no coração de todos e mais uma vez gracias pelas visitas.

23 de junho de 2007

São João



São João



E hoje véspera de São João, o Estado de Pernambuco de leste a oeste, de norte a sul, está festejando, com muita comida típica, forró, fogueira e todas as coisas tradicionais da época, e quando eu digo todo o Estado eu não estou brincado não, eu falo muito sério, é de uma ponta a outra. Aqui em casa teremos essas duas delícias aí do lado, feitas pela senhora minha mãe: Pé-de-moleque e bolo de macaxeira...é certo que eu me acabo e saio do regime com gosto de gás. Já montaram a fogueira aqui ao lado do meu prédio e as crianças já estão soltando fogos de artifíco, mas inofensivos, diga-se de passagem.

E para vocês verem como eu tento fazer regime, apesar da época não contribuir, na quarta-feira passada eu fui para um happy hour com o povo do meu ex-emprego, na Cachaçaria Tradição e não tomei nem uma cachaça, nem cerveja, nem nada, literalmente só uma Coca Zero e dois caldinhos de feijão que consistiram no meu jantar...aí hoje já comi umas 3 fatias de bolo...pense num regime...vou ter que dançar muito forró para diminuir o bucho :-D.

Dia 21 foi o aniversário da Alline (Non capisco niente) uma amiga que além de linda por dentro e por fora, é para lá de inteligente e engajada, mas para os marmanjos de plantão devo avisar que a moça é comprometida, viu?! ;-). Feliz Aniversário queridona!

Ontem passei à tarde com Isinha, e o que nós rimos juntas não está no gibi, vocês acreditam que eu conheci a Isa pela internet há 6 anos e sei que mesmo morando na mesma cidade jamais teríamos nos conhecido se não fosse a dita internet, ela é uma amiga queridona desde então. Pois é, é por isso que eu torno a dizer, quando bem utilizada a internet é uma ferramenta maravilhosa.

Um cheiro no coração e bom São João para todo mundo!!!

Olha pro céu
Luiz Gonzaga
Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo
Olha praquele balão multicor
Como no céu vai sumindo
Foi numa noite, igual a esta
Que tu me deste o teu coração
O céu estava, assim em festa
Pois era noite de São João
Havia balões no ar
Xóte, baião no salão
E no terreiro
O teu olhar, que incendiou
Meu coração.
Up date:
e essas são rapidinhas (no sentido normal e sem graça). Ontem eu contei 40 fogueiras só aqui pelas redondezas do meu prédio..é amigos quando eu digo a vocês que a tradição aqui é forte não tou mentindo.
A outra notícia é que estava eu assistindo Roma( o seriado), eu acho que já falei aqui da minha paixão por História, em especial antiga (Grécia, Egito e Roma) e por Cleópatra, Marco Antonio... mas voltando ao seriado, eu não tenho TV paga e aí minha irmã grava para mim. Estava eu saltitante e serelepe (+ ou -) Marco Antônio tinah acabado de se matar,quando a imagem ficou completamente azul, isso era o último episódio da temporada e a murrinha da fita que deveria ter 2h de gravação só tinha 1h20...quase pari um gato cor-de-rosa, claro, eu sei que já estou azeda de saber o resto da História, mas putz eu tava assistindo, mais contente que pinto no lixo...

20 de junho de 2007

Pessoas sem noção

Noção, ou você tem ou aprende a ter

Eu estava lendo o blog da Ciça e como sempre achando ótimos todos os posts e um acabou me chamando atenção. Sobre a forma de se vestir de algumas pessoas e até onde a pessoa pode ir sem perder a noção e o bom senso. Em semanas de SPFW e Rio Fashion Week onde todas as modelo anoréxicas do mundo pareciam estar desfilando algumas roupas e biquinis bem legais e outros nem tanto, eu fico me perguntando o que faz a pessoa errar na hora de se vestir.

Aqui no Brasil acho que o clima não ajuda muito, por ser quente demais as pessoas não conformadas em usar roupas de tecidos leves, decidem usar pouca roupa, e como tem essa cultura do corpo perfeito 90% das roupas são feitas e pensadas para mulheres com um corpo de manequim, coisa que claro nós não vemos no nosso dia a dia. Acho que o bom senso é uma coisa que tem que partir da própria pessoa, não se pode sair por aí impunemente usando tudo que dita a moda, pense no seu biotipo, valorize o que você tem de mais bonito, não importa se você é gordinha, magrinha, baixinha ou altinha, goste de você e se faça bonita por e para você mesma, isso já é um bom começo.

E não entre nessa paranóia do "é moda eu tenho que usar," use se você se sente bem e pronto.

Um cheiro no coração.

17 de junho de 2007

Forró, forró e mais forró


Forró, forró e mais forró


E é assim todos os anos, o período junino é tão festivo e importante para o turismo e a cultura local quanto o carnaval, entretanto ao contrário do carnaval que é uma festa nitidamente mais recifense, mas da capital do Estado, o São João, e entenda-se por São João todos os demais santos: Santo Antônio, São Pedro e todo o mês de junho, é uma festa do interior, só quem já passou um São João no interior sabe o que eu estou falando. E quando eu falo interior não me refiro aos mega eventos que ocorrem em Caruaru e Gravatá, ou Campina Grande na Paraíba, eu me refiro àquele interior brabo, com casinhas simples, mesa farta e alegria saindo por todos os poros. Uma mega fogueira e um trio de forrozeiro complementam a festa.


Mas eu vou me contentando e bota contentando nisto com os forrós por aqui mesmo. Sábado passado fui para um, trabalhei muito porque era voluntaria, mas também dancei demais, e modéstia a parte eu sou uma exímia dançarina de forró. Ontem fui para outro forró, dancei menos, mas me diverti tanto quanto a de sábado, devagar e sempre vou colocando as fotos no flickr, e aí é só vocês darem um pulinho lá para ver.


Encerro o post com uma foto minha e da gatinha adotada que eu tirei ontem à noite, aqui embaixo no prédio, é bem verdade que ela não estava querendo tirar foto, mas saiu assim mesmo.


Um beijo enorme em todos vocês e obrigada pelas visitas.

12 de junho de 2007

Dia dos Namorados!


FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!!
Monalisa (Jorge Vercilo)
É incrível
Nada desvia o destino
Hoje tudo faz sentido
E ainda há tanto a aprender
E a vida tão generosa comigo
Veio de amigo a amigo
Me apresentar a você
Paralisa com seu olharMonalisa
Seu quase rir ilumina
Tudo ao redor minha vida
Ai de mim, me conduza
Junto a você ou me usa
Pro seu prazer, me fascina
Deusa com ar de menina
Não se prenda
A sentimentos antigos
Tudo que se foi vivido
Me preparou pra você
Não se ofenda
Com meus amores de antes
Todos tornaram-se ponte
Pra que eu chegasse a você
Paralisa com seu olharMonalisa
Seu quase rir ilumina
Tudo ao redor, minha vida
Ai de mim, me conduza
Junto a você ou me usa
Pro seu prazer, me fascina
Deusa com ar de menina

9 de junho de 2007

Temas variados!

Temas variados!

Gente vocês podem até não acreditar, mas eu estou conecatada a 21kb, é mole?! Bem se eu for Pollyana (o que geralmente tendo a ser) ao menos eu consegui me conectar, né não?!

Olha estou super mega ultra sumida porque tenho que resolver uns problemas chatos e burocráticos que estão consumindo além do meu tempo, meu juizo. No mais tenho que ficar de olho na gatinha, arrumar trabalhos para pagar as contas, enfim essas coisas normais.

Mas assim que eu entrei e vi os comentários hoje soube que estou intimada pela minha amiga de alma linda e cigana, a Grace, a nomear 5 blogues que eu ache engraçados. Deixa eu explicar para vocês, primeiro fizeram uma premiação para os 5 blogues que faziam pensar, e agora tá rolando outra premiação para os mais engraçados, então aí vai minha lista:

1. Cissinha.de, a mana é para lá de engraçada, se você estiver aperriado, cabisbaixo e surumbático, basta ler o primeiro parágrafo de um post dela que você já para com tudo e fica rindo que nem um idiota na frente do computador.

2. Da minha querida Isinha, Dulcemente Ella, que nos dias de inspiração não há quem possa com ela, é a criatura mais bem humorada que eu conheço e consegue passar o seu alto astral através dos seus posts.

3. O meu querido Ricardo, do Indgnatus, ele aliou a toda indignação que sente com os desgovernos que ocorrem no Brasil a uma dose cavalar de bom humor.

4. O do sumido, mas muito querido Leo, o Indizivel é um blog super inteligente com textos leves, alguns mais heavies, mas com um humor "cáustico" que eu amo.

5. O da minha amada Alli, não são todos os posts que fazem rir, mas quando ela quer faz isso como ninguém lá no Non Capisco Niente.

Para vocês conferirem todos os endereços estão ái ao lado, ok?!

Agora deixo vocês e ao mesmo tempo não deixo já que vou tentar visitá-los. Hoje à noite vou dançar forró que ninguém é de ferro e na próxima terça-feira, dia dos namorados aqui no Brasil, já fiz minha programação, vou ao show de Jorge Vercilo com amigos e amigas todos solteiros e encalhados como eu!

Um cheiro no coração de todo mundo.

Me mandaram acrescentar isto e como sou obediente, lá vai viu Meiroca e Grace...espero que eu não esteja fazendo uma besteira...hehehe. Primeiro eu quero que a Zany, Roseane, Alline, Lou e Isinha digam os blogues que as fazem rir, e aí segundo a Meiroca tem que fazer isso que eu copiei direitinho como ela colocou no comentário:

Os indicados a dar continuidade a brincadeira, passem no Photos-e-Fatos (http://photos-e-fatos.com/2007/06/01/laughing- blogger-award/#more-979) ou no Pensieri e Parole (http://meiroca.com/2007/06/07/laughing-blogger-o- meme-da-ale/)descarregar a imagem, e informar os blogs “votados” e publicar um post com as nomeaçoes e indicaçoes a darem continuidade.

3 de junho de 2007

Junho!!!!!

Quem gosta de dançar forró????? Eu...eu não, eu amo dançar forró, eu posso passar uma noite inteira dançando forró, claro se eu encontro um "caba" que saiba também, e aguente o tranco, coisa cada vez mais difícil diga-se de passagem.

E as comidas típicas, é para morrer pela boca feito peixe, um tal de canjica para lá, pamonha para cá, e um pé-de-moleque só para rebater, pense numa época rica culturalmente para nós nordestinos. Podemos ser um povo pobre, os sertanejos além do mais são sofridos, mas pense num povo bom, acolhedor e festeiro na sua essência, quem ainda não conhece o nosso São João precisa vir conhecer!

No mais o meu prédio meio que adotou uma gatinha de rua que teve os filhotinhos dela aqui, e eu estou toda abestalhada, tudo que eu não preciso é me apegar a um bicho nesta altura do campeonato, já basta o bicho homem a quem não tem como não se apegar. Devo dizer que hoje cedo fui comprar ração para ela, e como uma abestalhada fiquei olhando enquanto a gatinha comia e falando com ela como se ela a qualquer momento fosse me responder...então é isso mesmo, estou ficando "véia e doida".

Ontem passei o dia fazendo uma tradução de um plano de segurança da cidade de Londres, resultado, agora é que eu não quero mais ver um noticiário pela frente, minha cota de violência urbana já ultrapassou todos os limites, e eu que nunca fui desses pessoas neuróticas agora vivo fazendo um inventário do que carrego na bolsa, para o caso de um possível assalto ao ônibus no qual eu esteja, é mole?!

E agora que já passei de um extremo a outro, comecei falando de São João, depois gatinhos e terminei em violência. Eu não sei onde esse blog vai parar, deixo vocês e se minha conexão permitir visitá-los-ei. Um cheiro no coração de todos.

p.s Depois posto foto das comidas que falei, e da gatinha com os filhotes, a minha conexão hoje não permite que eu abuse da boa vontade dela.

B de Barcelona

Ramblas Só estive em Barcelona uma vez na vida, e foi justamento em 2002, no ano Gaudí! Ou seja, melhor impossível. Só lamento porque na...