28 de fevereiro de 2011

Alter Ego


Eu tenho vários, não são multíplas pesonalidades, são alter-egos, por favor!


Quando estou trabalhando sou a Escrava Isaura.

Quando estou em um shopping ou numa liquidação, ou querendo mesmo gastar sou a Beck Bloom (do livro Delírios de Consumo de Beck Bloom, Sophie Kinsella).

Quando sou a jornalista querendo um trabalho e um namorado que prestem, e querendo emagrecer sou a Bridgit Jones, sim a que tem o famoso diário, no meu caso tenho um não tão famoso blog.

Quando sou a mulher visceral e meio deprimida sou a Clarice Lispector.

Quando estou no modo foda-se sou uma Bitch, fundadora do Bitch Club.

Quando sou a deusa da beleza e sedutora sou Afrodite

E quando amo, ou simplesmente respiro sou Jannine.


25 de fevereiro de 2011

Desatenta...


eu podia criar uma categria distráida aqui nas hastags do Koukla! Já fiz dois posts sobre este mesmo tema e lá vamos ao terceiro! Aqui em Recife faz um calor do raio, isso todos sabem! Eu uso vestidos sempre que posso, quase todos os dias quando o tempo está quente assim...só que aqui também é muito ventilado, a cidade é litorânea, cheia de pontes e um lindo rio (poluído, mas lindo), e eu vai, não vai tenho que atrevassar estas benditas pontes, como foi o caso ontem quando saí do trabalho.


Lá estava eu, saltitante e serelepe indo comprar meus adereços da fantasia de freira, quando eis que um vento muito do maroto levantou meu vestido, paro eu no meio da ponte, com uma mão agarrando a bolsa, a outra agarrando o vestido, todo mundo me olhando e eu pensando, acertei na sandália, coloquei uma rasteirinha, nada de saltos, mas era para estar de calça comprida, ou seja mais uma vez aviso aos navegantes, em Recife venta muito a combinação ponte + vestido é perigosa, logo o mais importante de tudo, sempre esteja com uma calcinha bonita, just in cases!
Foto: eu e Val, uma amiga de Brasília, com o Rio Capibaribe ao fundo, eu estava com este vestido ontem e Val é o típico exemplo da roupa adequada :))

24 de fevereiro de 2011

Tuiteiros Anônimos



Como a pessoa percebe que é um #TA (tuiteiros anônimos):






  • Está há quase dois anos no Twitter e já passou há muito dos 30 mil tweets.

  • Escreve o nome de todas as pessoas que conhece colocando @ antes.

  • quando quer destacar uma frase ou palavra especial, acho que está escrevendo uma hastag e coloca: #

  • Leva meia hora dizendo que vai sair e quase 1 hora em despedidas, só para sair da frente do computador e voltar a vício através do celular.

  • Tem insônia e não fica nervoso, vai mais é tuitar.

  • Começa a fazer parte de grupos, clubes e irmandades que só o Twitter tem e possibilita.

  • Conhece pessoas maravilhosas e se torna amigo delas, mesmo, a sério, através desta rede social fascinate!

p.s: Eu quero o tênis Twitter, pode ser o da Nike também, agradecida!

22 de fevereiro de 2011

Detesto hipocrisia

Não sou santa, mas também não sou completamente doida, fico no meio do caminho com mais tendência para ser doida. Mas tem coisas na vida que não suporto, a inveja, a hipocrisia.
Segundo o dicionário português online hipocrisia é um substantivo feminino, que significa "Vício que consiste em aparentar uma virtude, um sentimento que não se tem. Fingimento, falsidade.

Desde de muito nova que tenho horror a isso, por isso sou o que sou, assim desse jeitinho, quer você goste de mim ou não. Não vou nuca fingir ser o que não sou, seja pessoalmente, seja virtualmente, apenas para agradar, ou para de acordo com as circunstâncias querer que pensem algo de mim. Claro que quero que pensem sempre o melhor do mim, por isso tento dar o melhor de mim para todos, muitas vezes quebro a cara, em algumas ocasiões isto não é humanamente possível, mas eu sou assim. Como dizem minhas amigas portuguesas "melosa" e como dizem meus amigos brasileiros "meiga".

Também não gosto de uma sociedade hipócrita, detesto, por exemplo algumas coisas na sociedade norte-americana, todos metidos a muito certinhos e por trás a bandalheira comendo no centro. E como esta sociedade vejo muitas se multiplicando aqui, ali e acolá. Mas enfim, espero que o Brasil consiga ser a cada dia menos desigual e mais autêntico, afinal de contas é nsta sociedade que eu vivo.

Sei lá porque decidi fazer este post e falar sobre este assunto, talvez para que você me entenda melhor e saiba como eu funciono, talvez uma necessiadade de desabafar por conviver com algo que eu detesto diariamente...enfim os motivos podem ser muitos, mas acreditem, eu não estou sendo hipócrita.

20 de fevereiro de 2011

Muitos Carnavais


Já brinquei muitos carnavais, claro, hoje em dia ainda brinco, não faço a mesma questão que fazia quando tinha meus vinte e poucos anos, nesta época se eu não brincasse todos os dias de carnaval e todas as prévias fazia um drama digno de novela mexicana, tipo "La Ususrpadora". Hoje em dia tem alguns dias e eventos que gosto de ir, mas não morro se não for, claro que não, no máximo eu xingo...

Eu tenho alguns carnavais muito marcantes na minha vida, o primeiro, nas ladeiras de Olinda em 1992, é dos inesquecíveis, por muitosa motivos, em com meus 20 anos, subindo e descendo ladeira dia e noite, histórias mil, pena que nesta época não havia câmera digital, e eu não tenho fotos para mostrar. O segundo carnaval mais marcante da minha vida foi no ano seguinte, 1993, o primeiro ano que passei carnaval em Salvador. Saí no Camaleão, um dos blocos mais antigos do circuito do Campo Grande e puxado pelo Chiclete com Banana. Na época não se usava abadá e sim mortalha, e a do cameleão era pano que não se acabava mais, eu saia com uma maiô por baixo da mortalha e conseguia fazer dela um mini vestido. Saíamos com o bloco por volta de meio dia e voltávamos lá pelas 19h... perdi uns 5 kg, mas valeu cada pulo dado.


Depois passei um período sem grandes carnavais até que em 2001 voltei a me fantasiar, mas deixei de ir para Olinda e fiquei só brincando no Bairro do Recife, que é onde brinco até hoje. Mas neste período, em 2004 passei um carnaval completamente diferente, mas não menos inesquecível, em Veneza. Ali não foi carnaval, não aprecia carnval, parecia mais um sonho, e claro que gostei, apesar do frio de matar. Lindas máscaras, belas fantasias e um ótimo show de música flamenca e dança indiana na Praça de São Marcos.
Em 2005 tive a emoção de pela primeira vez ficar em um camarote na Av. Guararapes no Galo da Madrugada, o maior blogo do mundo, segundo o Guiness é emocionante de ser ver, e do alto então, é um sonho. Enfim estes são meus carnavais inesquecíveis, 1992,1993, 2004 e 2005. E vocês quais seus carnavais inesquecíveis? Contem que eu também quero saber.
Foto1: qualidade da cópia péssima: Tell, eu, Michella, Maria Luiza e Fabíola em Salvador atrás do trio do Chiclete na concentração do Camaleão, 1993.
Foto2: Eu com um frio da lascar, minha personal máscara e minha tiara de carnaval bandeira do Brasil, na Piazza San Marco, Venezia, 2004.
Foto3: com Cris, no camarote do Galo da Madrugada, na Av. Guararapes, cento de Recife. São mais de 1,5 milhão de pessoas que este bloco arrasta, 2005.

15 de fevereiro de 2011

Desabafo rápido...

porque eu sou tão crédula?

p.s. sejam gentis nas respostas que por hoje já tive minha cota de raiva do ano inteiro, combinados? tou brincando respondam o que quiserem! (mas que tive raiva do meu ex-chefe, tive) ;)

14 de fevereiro de 2011

Happy Valentine's Day


Tudo bem, eu faço este post porque gosto do dia do amor, dia dos namorados, como queiram, celebrado em vários países, principalmente no Hemisfério Norte, menos aqui no Brasil, que aqui dia dos namorados é muito mais animado, e é a base de muito forró, e tem coisa melhor que dançar forró agarradinho???? ...mas gora eu tergiversei, voltemos ao dia de hoje.


Dia 14 de fevereiro me remete há 2004, quando estava em Madrid com meu ex, Juan Carlos, ganhei chocolatinho, passeamos pelo Parque do Retiro e depois voltamos no friozinho, de mãos dadas para casa, foi muito legal, acho que por isso tenho boas recordações da data, além de um mouse pad que comprei em Lisboa, um dia antes, que é em formato de coração (sou kitsch, sou). Ah e no voo da TAP todo decorado com coraçõeszinhos, só tocava música romântica de Lisboa a Madrid, ehehehehehe, eu saí de Lisboa no dia 14 ás 7h da manhã ;).


Então desejo a todos e a todas um feliz dia dos namorados, porque
ALL WE NEED IS LOVE!

9 de fevereiro de 2011

9 de Frevereiro!


Mais uma vez estou aqui para falar desta dança que alucina, este ritmo que faz ferver o sangue e tremer as pernas, que contagia, que é alegria, que é poesia. Que é patrimônio imaterial de Pernambuco, mas é muito mais que isso, é cultura a flor da pele, é paixão de um povo, senhoras e senhores, hoje é dia do FREVO!
Imagem retirada do google.

7 de fevereiro de 2011

Fotos antigas sobre o mesmo tema!



Este fim de semana minha amiga Cláudia achou estas fotos, digitalizou e as enviou para mim, a primeira foi tirada em 2002, quando Lula foi eleito presidente e a segunda no dia 01/01/2003 quando ele foi empossado!


Eu continuo a mesma, mas o meu cabelo, quanta diferença!!!

B de Barcelona

Ramblas Só estive em Barcelona uma vez na vida, e foi justamento em 2002, no ano Gaudí! Ou seja, melhor impossível. Só lamento porque na...