30 de abril de 2008

Terra Brasilis



Era uma vez uma linda terra, que vivia ocupada por índios que viviam em uma espécie de paraíso, no geral eles viviam em paz, mas também sabiam guerrear se necessário...aí uns homens que não eram de todo maus, eram sim muito gananciosos, aventureiros e alguns cruéis...estes homens descobriram que aquelas terras poderiam gerar bons frutos...começaram a desbravá-la...dizimaram grande parte da população indígena...trouxeram negros africanos, que eram vendidos pelos próprios irmãos negros lá na África, para aqui fazerem o trabalho escravo ao qual os índios não se submetiam....aqueles homens que já se deitavam com as índias, passaram a tembém se deitar com as negras...e constituiram desta forma uma população única, mestiça: mistura dos sangues negro, índio e branco...mistura das culturas negra, índia e branca...mistura...está terra mais tarde tornou-se um país...mas este país perdeu-se no caminho, em que ponto não se sabe...talvez já tenha nascido perdido...e hoje em dia a sua população sofre com uma desigualdade social sem tamanho, com uma falta de acesso a coisas básicas como educação, cultura, comida, saúde, moradia...este povo não vem sendo cuidado, tão pouco tem se cuidado...e tornou-se um povo completamente cordato, que aceita mandos e desmandos, e ainda acha bom...será que este povo formado de "mulatos izoneiros" é de fato feliz??? Temos que esperar mais 500 anos para que as coisas mudem...eu sei, nenhum lugar é perfeito, nenhum povo é perfeito...esperemos.


p.s. Este post tinha sido feito para ser publicado no dia 22/04, deu para perceber que não foi né, mas como é o último dia do mês, lá vai ele. Quero dizer que apesar de tudo, eu amo este país.

28 de abril de 2008

Niver do blog


Em 4 anos muitas coisas acontecem e o Koukla hoje completa 4 anos de existência!
Há 4 anos por exemplo foram as Olimpíadas de Atenas, e aí em 2006 eu fui a Atenas, sonho realizado e vocês acompanharam tudo aqui pelo blog. Apaixonei...desapaixonei, apaixonei de novo e desapaixonei faz um longo tempo, e vocês também acompanharam minhas dores de amores por aqui. Trabalhei, perdi emprego, encontrei outro, já vou ficar desempregada de novo, e vocês sempre comigo. Fiquei ausente, pensei em parar, mas por que parar? parar por que? Se de tudo que eu já me envolvi ficou o blog, e conseqüentemente ficaram vocês, que foram o meu grande ganho ao longo desses 4 anos. Alguns blogueiros e blogueiras já tiva a sorte de conhecer pessoalmente, outros ainda não, mas tem gente que deixou de ter blog e amizade ficou, e é por isso que eu gosto daqui. Este cantinho é nosso, eu escrevo o que quero e gosto, com o tempo aprendi a me preservar mais, mas a essência continua a mesma. Espero que ainda possa comemorar muitos outros aniversários com vocês.O aniversário é nosso, de vocês, do Koukla e meu. Então parabéns para gente!

23 de abril de 2008


Terra treme em São Paulo e atinge estados vizinhos. O caso Isabella continua sem solução. O povo brasileiro continua sem ter uma solução para o analfabetismo, desemprego, violência, fome. Enfim tudo está como dantes...quer dizer agora os fenômenos naturais também atingem o país.


E hoje, dia 23, dia de São Jorge, dia especial para meu amigo querido, grego da gema, Giorgos, e para tantos Jorges que eu conheço, como o meu irmão, pois reza a tradição na Grécia que o dia do santo do nome é comemorado como um segundo aniversário!


Jorge da Capadócia

Jorge Ben Jor


Jorge sentou praça na cavalaria

eu estou feliz porque eu também sou da sua companhia (2X)

Eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge

Para que meus inimigos tenham maõs e não me toquem

Para que meus inimigos tenham pés e não me alcacem

Para que meus inimigos tenham olhos e não me vejao

E nem mesmo o pensamentoeles possam ter para me fazeram mal

Armas de fogomeu corpo não alcançarão

Facas e espadas se quebrem sem o meu corpo tocar

Cordas e corentes se arrebentem sem o meu corpo amarrar pois eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge

Jorge é de capadócia

22 de abril de 2008



Sábado foi dia de cineminha, filme As Sombras de Goya, como eu gostei do livro e amo Javier Bardem, seria no mínimo incoerente da minha parte se eu não houvesse gostado do filme, gostei sim, e me deculpem os que querem tudo na mais completa perfeição e que reclamam do rigor histórico, eu acho que como na música o cinema permite licenças poéticas sim! E vale a pena você ficar um pouco mais no cinema para ver os créditos porque de lambuja você vê detalhes de obras muito legais de Goya...é bem verdade que os quadros que eu mais gosto dele são a Maja Vestida y Maja Desnuda (acho que me indentifico com a "barriguinha" da moça) os quais passei um tempão olhando lá no Prado.



E tudo que eu havia economizado em não lanchar durante o filme foi embora no DVD de Minha Amada Imortal, eu amo Beethoven e mais ainda Gary Oldman, aproveitei que estava lá nas lojas Americanas naquela boa e velha promoção de R$13,00, baixou a Becky em mim e eu comprei mesmo :). E vamos combinar que eu gosto de um filminho de época, romântico para assistir nas minhas noites de insônia.



Ontem assisti, finalmente, ao filme Mar Adentro...lindo, apesar do tema difícil, ou lindo, por causa do tema difícil.



E agora que eu já enrolei vocês demais vou logo avisando que no final de maio vou estar sem emprego, de novo, e que por favor se alguém souber de algum trabalho legal, onde for, lembrem de mim ;).

18 de abril de 2008

Oh Happy Day!!!!

Por que paz de espírito é essencial para se viver.

Tomei uma decisão difícil, mas tomei e agora estou me sentindo mais leve:




Oh happy day!

Edwin Hawkins


Oh happy day

Oh happy day

When Jesus washed

Oh when He washed

Oh when He washed

Whased my sins away

Oh happy day

Oh happy day

Oh happy day

When Jesus washed

Oh when He washed

And then He washed

Washed my sins away

Oh its a happy day

He tought me how

To watch watch and pray

Watch and pray

And live rejoicing averyday

Everyday

Oh happy day

Oh happy day

When Jesus washed

Oh when

He washed

Oh when He washed

Washed my sins away

Oh its a happy day

He taught me how

To watch watch and pray

Watch and pray

And live rejoicing everyday

Everyday

Oh happy day

Oh its a happy day

Oh its a happy day

Oh happy day

Oh happy happy day

Oh happy happy day

Oh its a happy day

And when I will get to Heaven

Will be a happy day

Oh happy happy day

Oh its a happy day

Oh my Lord have mercy

When I will get to Heaven

Oh happy happy day

Oh its a happy day

Oh happy day

Oh happy day

When Jesus washed

Oh when He washed

When Jesus washed

Washed my sins away

Oh its a happy day

Oh happy day

Oh happy day

Oh happy day.


Feriadão chegando, e eu mais uma vez não vou à praia, mas vou ao menos tentar pegar um cineminha, ver "As Sombras de Goya", baseado no livro "Os Fantasmas de Goya", de Milos Forman e Jean-Claude Carrièrre (os espertinhos já escreveram um livro feito para virar um filme) que eu tenho, li e gostei muitíssimo, recomendo. No mais faxinar, descansar, colocar a leitura em dia, falar pelos cotovelos, até porque sem esta parte não seria eu mesma...

Beijos mil, bom fim de semana prolongado ;).

15 de abril de 2008

Voltei ;)


Voltei para tirar esse último post baixo astral daqui!


Eu, como jornalista e muitas pessoas que não o são, acabei criando o hábito de viver lendo notícias daqui e do mundo, mas os jornais estão tão terríveis e este caso Isabella tão deprimente que hoje vou comentar sobre as eleições na Itália!


Que coisa hein? Quem diria, o bom e velho Berlusca lá no topo...de novo. E agora ele disse que vai combater o exército do mal, leia-se imigrantes, junto a um partido de extrema direita, xenófobo, do Norte da Bota. Ou seja para entrar lá agora neguinho, branquinha , amarelinho, vai todo mundo ter que suar.


Conversa entre uma amiga e eu. Estivemos juntas na Itália em 2004:


- Putz, você leu o que o Berlusca disse?

- Li sim, dá até uma depressão.

- É, agora só tirando a mega- sena acumulada para ir para lá, porque não dá mesmo para gastar rios de dinheiro em uma passagem e ter o visto negado...

-Jan não delira, a gente não tá nem podendo sair de Pernambuco, que dirá do Brasil!!!

-Ah tá, desculpa...
Foto tirada por Cris em Veneza, carnaval de 2004.

11 de abril de 2008

Espero que seja TPM


Espero que seja TPM... porque eu não acho nada legal ficar deprimida.
Na verdade eu me sinto ainda pior porque acho que não tenho motivos para isso, que eu estou sendo além do mais uma mal agradecida, irresponsável, que tenho que parar logo com isso...e por aí vai... acabo me sentindo pior, claro.
Mas, Deus sabe que não tenho motivos e que devem ser os hormônios mesmo, além de algumas coisinhas que andam me perturbando, mas que em breve serão devidamente resolvidas.
E no mais tenho muito a agradecer a Ele. Hoje e sempre!
E sai baixo astral deste corpo e blog que não te pertencem.
Um cheiro e bom fim de semana para todos.


Imagem retirada do Google.

8 de abril de 2008

Curtíssimas

Curtíssimas:

Curta 1: Eu ganhei um presente lindo da minha amiga Zany, do Macapá, o livro "França: um sonho de viagem", escrito pela maninha dela, a Vânia Beatriz, muito obrigada, já li todinho e amei. Aí de quebra peguei emprestado "Inês de Minha Alma", o último de Isabel Allende, estou amando! E tenho 3 na fila de espera, a única coisa que não tenho é tempo para ler ;).

Curta 2: Estou economizando, sim pasmen, mas é verdade. Domingo fui almoçar com minha amiga Tell lá no Paço Alfândega, depois fomos à Livraria Cultura e eu saí sem um pingo sacolinha na mão, não comprei nehum livrinho...talvez isto se deva ao acúmulo de livros por ler, relato na curta número 1!

Curta 3: Eu sempre, mas quando eu digo isto é sempre mesmo, cabo me interessando por homesn difíceis, sou a mulher dos amores difíceis...quer dizer neste caso além do mais é completamente platônico, ele nem sabe que eu existo, quer dizer saber até sabe, mas ainda não se deu conta :).

Curta 4: Estou para lá de Istambul de tão estressada, não durmo bem, vivo com dor de cabeça, e meu cabelo segue caindo de bolo :(. Não sei se eu aguento até a campanha...

Curta 5: Tem um filme argentino chamado Camila que é um dos melhores filmes que eu tive o prazer de assitir...eu era louca para comprá-lo e só lembrei qeu queria muito isso ontem... e não quando tive a possibilidade lá, ai que raiva desse meu esquecimento, culpa de quem? de quem? do estresse, claro.

Beijinhos mil e uma ótima semana.

1 de abril de 2008

Antes tarde do que nunca!

Antes tarde do que nunca!

Hoje primeiro dia do mês de abril, eu reapareço para contar de forma relâmpago a minha viagem. Não sem antes fazer uma pergunta, porque será que aqui no Brasil todo mundo, com raras exceções, têm preconceito com música latina? Ou então só ouve porque está na moda. Uma das delícias da viagem foi poder saber que Maná (grupo de pop rock mexicano), regravou "Si no te hubieras ido", de um compositor mexicano que foi tipo arrasa-quarteirão, e pelo que eu pude ver em Bs As, voltará a ser.

E agora, a viagem. Saí daqui na madrugada da quinta-feira, dia 20/03, com minha mãe, irmã, cunhado, filha do cunhado e o marido dela. Pegamos um famigerado vôo pinga-pinga da GOL, e se eu me deparar com uma daquelas goiabinhas pela frente meto a mão na cara do sujeito ou sujeita que estiver com ela, a goiabinha, em mãos.

Dia 1: Chegamos com quase 2 horas de atraso no aeroporto de Ezeiza. O dia estava lindo de viver, e assim que dei entrada no hotel saí para reconhecer terreno, voltei tomei banho, liguei para Carol(amiga querida que mora lá) e lá fomos nóes bater perna na Florida, rua de pedestres muito propícias às compras, se é que vocês me entendem. Mas eu como bem comportada que sou comprei apenas um livro: "Vivir para contarla", de Gabriel Garcia Marquez. À noite fomos ao Café Tortoni, onde eu que não bebo café tomei um chocolate quente.

Dia 2: Fizemos um citytour que estava incluido no pacote e que como todo citytour que se prese mal dava tempo de fotografar as coisas, só ficamos mais um tempinho na Plaza de Mayo. Logo, à tarde comecei a voltar aos lugares. A primeira volta foi a Recoleta, Iglesia de Nuestra Señora del Pilar, Cementério de La Recoleta (para visitar o túmulo de Evita), e depois fiquei lesando sozinha, assisti a um show de títeres (mamulengos) e ri muuuuito, tomei sorvete Freddo, e depois fui a celebração do Senhor Morto, nesta igreja que eu falei, afinal não esqueçam que eu sou católica e diz 21/03 foi uma Sexta-feira Santa. Quando voltei para o hotel a temperatura tinha caído muito, mas mesmo assim saímos para uma voltinha por perto mesmo.

Dia 3: Pela manhã fui para Boca, e me esbaldei no Caminito, e depois en La Bombonera, gostei muito do clima de animação do bairro. Depois fui ao chiquérrimo Puerto Madeiro, e no final da tarde dei um pulinho na Florida (o hotel ficava bem perto), e nas Galerias Pacífico. À noite fomos para um show de tango e eu enxerida como sempre cheguei 1 hora mais cedo para fazer uma aulinha básica. Depois jantar, show maravilhoso e hotel para dormir que era tarde ;). A o show com direito a aula foi no Sabor a Tango.

Dia 4: O último dia :(, foi lindo, um clima super agradável, mais para frio. Fui para a feria de San Telmo, que ocorre todos os domingos no bairro que leva o mesmo nome. Uma delícia de lugar. Depois voltei para a Florida (últimas compras) e de lá fui para Palermo Soho, onde acontece outra feira aos domingos, esta mais voltada para os porteños mesmo, a de San Telmo é mais turística. À noite aeroporto de novo e maratona em vôo GOL pinga-pinga de volta a Recife, com direito a mais um monte de goiabinhas. Cheguei na segunda-feira, mais quebrada que arroz de terceira, porém feliz. Agora já estou estressada de novo ;P.

Super beijo, uma semana deliciosa para vocês.

B de Barcelona

Ramblas Só estive em Barcelona uma vez na vida, e foi justamento em 2002, no ano Gaudí! Ou seja, melhor impossível. Só lamento porque na...