Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008

Porque ler é preciso

Imagem
Porque ler é preciso!

Todo mundo sabe que eu amo ler, e viajar, e ver filminhos, e conversar, e conhecer gente nova...enfim eu sou uma amante de muitas coisas, mas em um momento como este, no qual eu vivo umas férias forçadas ler é preciso.

E que bom que eu gosto de ler, o único problema é que eu leio muito rápido. Vejam só: desde que cheguei de São Paulo eu terminei de ler Retrato em Sépia, da Isabel Allende, li o Diário deViagens de Che (aquele que deu origem ao filme), reli (desta vez em castellano porque eu sou metida) Vivir para Contarla do Garcia Marquez; reli O Morro dos Ventos Uivantes, li LaBodega; e acabei de ler dois livros muito bons e que envolviam de formas distintas a mesma temática, o extermínio dos judeus na Segunda Guerra. Um foi As Memórias do Livro, uma ficção da melhor qualidade, mas que poderia ser ainda melhor...sei lá acho que deixou algo a desejar já que tenta resgatar as históris que cercam um livro judeu, a Hagadá, que ao longo dos séculos e das perseguições s…
Imagem
No news, good news!

E eis-me aqui mais uma vez! A boa filha a casa torna. E apesar do título do post até que eu tenho duas notícias...não ainda não arrumei emprego, arrumei foi uma dívida comprando uma nova CPU (vide foto), e mudei o cabelo: cortei e voltei a ser morena, na cor do cabelo, claro, porque na pele, graças ao bom Deus nunca deixei de ser ;), talvez um pouco desbotada, mas sempre morena. Foto do novo visual só depois que eu tou com uma cara de "transontonte" que ninguém merece...

Por esses dias de greve dos correios eu quero agradecer mutíssimo o presente enviado pela Zany, dvd do Zé Miguel, cantor Macapaense da melhor qualidade! Obrigada, viu Zany?!

Agora falemos sobre o título do post...eu não entendia muito isso, até que uma amiga minha cuja mãe estava com Alzheimer (há uns 10 anos, a mãe dela faleceu, a doença foi diagnosticada em 1996), comentou que no período brabo de luta com a doença, quando a mãe dela não sabia mais quem ela era, ela disse que sentia falta d…