Forró, forró e mais forró


Forró, forró e mais forró


E é assim todos os anos, o período junino é tão festivo e importante para o turismo e a cultura local quanto o carnaval, entretanto ao contrário do carnaval que é uma festa nitidamente mais recifense, mas da capital do Estado, o São João, e entenda-se por São João todos os demais santos: Santo Antônio, São Pedro e todo o mês de junho, é uma festa do interior, só quem já passou um São João no interior sabe o que eu estou falando. E quando eu falo interior não me refiro aos mega eventos que ocorrem em Caruaru e Gravatá, ou Campina Grande na Paraíba, eu me refiro àquele interior brabo, com casinhas simples, mesa farta e alegria saindo por todos os poros. Uma mega fogueira e um trio de forrozeiro complementam a festa.


Mas eu vou me contentando e bota contentando nisto com os forrós por aqui mesmo. Sábado passado fui para um, trabalhei muito porque era voluntaria, mas também dancei demais, e modéstia a parte eu sou uma exímia dançarina de forró. Ontem fui para outro forró, dancei menos, mas me diverti tanto quanto a de sábado, devagar e sempre vou colocando as fotos no flickr, e aí é só vocês darem um pulinho lá para ver.


Encerro o post com uma foto minha e da gatinha adotada que eu tirei ontem à noite, aqui embaixo no prédio, é bem verdade que ela não estava querendo tirar foto, mas saiu assim mesmo.


Um beijo enorme em todos vocês e obrigada pelas visitas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Virtual ou Real?

Está chegando...

Heróis literários ou Forever 17