o Rei do Baião

Não moramos em uma monarquia, mas ó país para ter reis que é o Brasil, e se tem uma área específica que eu concordo com este reinado é na música, até porque cresci ouvindo o "rei" Roberto Carlos de quem minha mainha é a maior fã do mundo e arredores, e o "rei" Luiz Gonzaga de quem meu painho era o maior fã do mundo e arredores.

Com músicas boas de dançar e letras boas de cantar, que cantam o nordeste brasileiro como ninguém, Seu Lua, como ficou conhecido Gonzagão acabou incrementando o nosso forró com um ritmo único e cadenciado chamado Baião, sanfoneiro com talento herdado do pai, Seu Januário, o sertanejo da pequena cidade de Exu, em Pernambuco, conquistou o Brasil e até hoje é referência para os maiores músicos, cantores e compositores brasileiros.

Há 22 anos ele nos deixou e lembro que a comoção causada aqui em Recife, foi enorme, desde então este dia nunca passa em branco, há sempre uma missa toda cantada ao ritmo do forró e com participação de muitos sanfoneiros, discípulos de Luiz Gonzaga, e no final, como não poderia deixar de ser, mais forró para o povo esquecer a tristeza e lembrar do legado que ele nos deixou.

Já estou chegando ao final da postagem, e ainda não sei que música coloque para ilustrá-la, mas tenho certeza que qualquer uma que eu escolher, será maravilhosa!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Virtual ou Real?

Está chegando...

Heróis literários ou Forever 17