Galo


Gente sei que não tenho ido fazer minhas visitas de praxe, mas depois do carnaval eu vou sim! A questão é que quinta-feira foi aniversário do meu irmão mais velho, sexta-feira fui para um bloco em Olinda e ontem...ontem foi dia do Galo da Madrugada.

A primeira vez que eu estive no Galo tinha 10 anos de idade, isso mesmo 10 anos e foi amor a primeira vista...ou ao primeiro: "ei pessoal, vem moçada, carnaval começa no Galo da Madrugada", desde então todos os anos eu tenho ido ao Galo no sábado de Zé Pereira, as exceções foram os anos de 93, 94, 95 e 96 porque passei o carnaval em Salvador e em 2004 porque estava em Veneza, mas carnaval sem Galo não tem graça, e quem já pulou no bloco sabe do que eu estou falando.

É emocionante ver aquela multidão cantando junto, dançando, onde realmemte todos são iguais, ao menos naquele momento. São músicas lindas, fantasia para lá de craitivas, e quando toda o hino do Galo, o chão treme...Caetano Veloso estava em um camorote em frente ao meu, e pulou, cantou e se emocionou como todo mundo que vai ao Galo a primeira vez...e por experiência própria eu posso falar, esse negócio vicia...hehehehehe.

Saí às 10h da manhã e voltei às 6h da tarde, pense numa mulher morta de cansada, pensou? Era eu...mas tem nada não estava agorinha arrumando minha fantasia de bruxa porque hoje à noite tem mais.

beijos nos corações de todos, bom carnaval e fiquem sempre com Deus.

Fotos: 1. Galo da Madrugada, na Ponte Duarte Coelho, centro do Recife; 2. Multidão frevando na na Av. Guararapes durante o desfile do bloco; 3. Eu assim que cheguei, precisavam ver como eu siar...na verdade ninguém precisava não!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Virtual ou Real?

Está chegando...

Heróis literários ou Forever 17