reencontros





RE– ENCONTROS

Este está sendo decididamente o ano de alguns reencontros que me deixam muito feliz. Primeiro foi em junho quando estive em São Paulo que fiquei na casa da minha querida Lou ( que eu conheci na blogosfera, mas que graças a Deus a amizade transcendeu para o ao vivo e em cores em maio de 2006) e de bônus conheci a não menos querida Cam (Camélia de Pedra).

E agora nesta semana em dois dias seguidos revi duas pessoas muito especiais também. Na quarta-feira fui almoçar com a Nanda (Idade da Pedra) que é uma amiga de infância da qual eu tinha perdido contato há uns bons anos, e eis que ela me achou adivinhem como? Através deste KOUKLA!!!! Eu não só revi Nanda, como a mãe dela e a irmã, eita coisa boa.

E aí na quinta-feira almocei e passei uma tarde deliciosa com a Luci, que assim como a Lou não tem mais blog, e a Amaia, a filha mais que linda dela. A Luci é pernambucana da gema feito eu, mas muito bem casada com um suíço gente boa e nós nos vimos a primeira vez em janeiro 2006, quando ambas estávamos no Shopping Center Recife durante uma tarde de autógrafos de Lenine (paixão compartilhada), na Livraria Saraiva. Ah, e nessa ocasião a Amaia estava na barriga dela.

Que bom que a vida é assim, feita de encontros e reencontros.

P.S.: Agora a confissão...lembram do livro Paixão Índia, do Javier Moro que eu falei no último post? Pois é...não só o comprei como já li! Li também Luces de Septiembre, do Carlos Ruiz Zafon (aquele mesmo de La Sombra del Viento), no embalo espanhol li Traçando Madrid, do Luis Fernando Veríssimo e agora estou lendo A Convidada, de Simone de Beauvoir.
Fotos:1. Lou e eu, em São Paulo, junho de 2008; 2. Cam e eu em São Paulo, junho de 2008; 3. Luci e eu em Recife, antes de ontem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Virtual ou Real?

Está chegando...

Heróis literários ou Forever 17