Scusa ma ti chiamo amore


Terminei de ler o livro, "Desculpa se te chamo amor", do italiano Federico Moccia. E já vou falar do livro, e do filme. Sim por uma dessas coincidências, sábado eu vi o filme dirigido pelo próprio Federico Moccia baseado no livro, em português ficou com o título pouquíssimo estimulante de "Lição de Amor", eu quase não o assisto porque achei que era um daqueles dramalhões baseados na vida real de um professor norte-americano... sério gente! Mas minha amiga disse, é um romance e com aquele ator Raoul Bova (e eu, mas era só o que me faltva, o irmão de Fidel Castro faz filmes???), sim porque a louca aqui achava que o único Raul que conhecia era o Castro, big mistake, este Raoul Bova é um gostoso iltaliano que no que dependesse de mim só entrando em cena e respirando já me faria ficar uma hora em pé, aplaudindo (tudo bem exagerei, só ficaria 57 minutos, nem um a mais...e sentada). Vou logo avisando que vou contar o final do livro, então quem não quiser saber simplesmente ignore solenemente e vá ler ou ver o filme, combinado?

Mas vamos ao filme/livro, e gostaria de dizer que neste caso o filme é tão bom quanto o livro, então se você está sem tempo de ler, veja o filme, porque você ainda ganha de bônus todo mundo parlando e gesticulando como só na Itália. Vou fazer um resumo básico como sempre: Alex é um publicitário de 37 anos que é deixado pela mulher, claro, não se conforma, mas ei que o destino coloca Niki em sua vida. Niki é estudante, tem 17 anos e é completamente intensa, assim que vê Alex acha que ele é o homem da sua vida (está poderia ser minha descrição, não fosse eu ter 38 anos e a Niki ser muito mais madura do que eu jamais serei =P: "O amor mais bonito é uma conta errada, uma exceção que confirma a regra, aquela coisa para a qual você teria utilizado a palvra nunca. O que eu tenho a ver com seu passado, eu sou uma variável enlouquecida na sua vida. Mas não posso convencê-lo. O amor não é sabedoria, é loucura..."). Eles vivem um romance lindo e tal, Niki o trata com o amor e carinho que a ex nunca na vida tratou e o faz se divertir, enfim está tudo muito bem, obrigada, até que a ex de Alex reaparece e ele decide voltar, claro que Niki sofre feito uma condenada e fica magra, e não quer sair de casa, enfim serviço completo... mas as amigas dão de presente a ela uma viagem à Grécia(!!!! Grécia???), entretanto o burro cego (mil perdões, mas eu realmente gosto deste termo) do Alex percebe que não ama mais a mulher, que na verdade ama Niki e ainda descobre que ela tinha outro (a mulher, óbvio, Niki só quer saber dele). Enfim, ele vai até a casa de Niki deixa uma carta para ela com a mãe dela e a espera em um farol (só lendo/vendo para entender o significado do farol). Niki apesar do tempo que passou não deixou de amá-lo e segue a seu encontro eles têm este diálogo muito bom e que é exatamente o mesmo no filme:

"Alex..."
"Sim."

"Promete."

"O quê?"

"Aquilo que eu estou pensando."

Alessandro se inclina para a frente. Niki está de olhos fechhados. Mas sorri. Sabe que ele a está observando.
Então Alessandro a abraça ainda mais forte. E também sorri.
"Sim, eu prometo...Amor."

Comentários

Camila disse…
Oi! Gostaria de saber se vc sabe como eu faço pra conseguir esse filme? Tentei achar na internet pra baixá-lo mas nao consegui! Eu amei o livro! Estou começando a ler pela segunda vez!

Postagens mais visitadas deste blog

Está chegando...

Virtual ou Real?

Heróis literários ou Forever 17