Carta para painho

Pôxa painho, 11 anos sem o senhor? Já? Eu não sei como aguentamos, mas estamos indo, todos firmes e fortes, só com muitas saudades. Sinto sua falta todos os dias, de como o senhor gostava de me aperriar escondendo meus anéis todas as vezes que eu ia lavar os pratos, ou quando eu cheguei do jogo do meu Náutico, com o seu Santinha, cantando aquela famosa música "ôôôô, todo viado que eu conheço é tricolor", e o senhor caiu na gargalhada e chamou mainha para dizer que eu estava lhe xingando, e aí eu percebi, ops, painho é tricolor, desculpa aí, coisas de torcedora! Todas as vezes que penso que vai haver outra Copa do Mundo aqui e que o senhor não vai estar comigo, eu sinto sua falta. Quando lembro dos sucos de laranja que o senhor fazia todos os dias para mim e para mainha... Imagino a falta que ela sente do senhor, ela perdeu o amor da vida dela... E até hoje sofre esta perda.
Mas estamos bem, tirando a falta que o senhor nos faz. Amo muito o senhor, painho!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Padroeira do Recife

Está chegando...

Virtual ou Real?