Dia propício para chegadas

No dia 03 de maio de 2006 eu estava realizando um sonho, pisei em solo parisiense à caminho da minha querida Grécia, o sonho. Sinto muitas saudades, de Paris em especial do cachorro-quente mais caro que já comi na vida, mas com queijo brie e do croissnat, oui, c'est très bon ...e de Atenas...de tudo, da Plaka, do Parthenon, da Ágora, do Likavitos, de Yorgos, da salada, do souvlaki, de Sounio, do Egeu, de Pireus, da ida a Santorini, da Sintagma, de ver tudo escrito em grego, das cantadas, das rosas que ganhei, dos olhos gregos, enfim, é muita coisa, melhor parar por aqui. Σ 'αγαπώ Ελλάδα  E este foi só o primeiro dia de uma viagem inesquecível aquele dia três do mês cinco.



Mas, e sempre tem um mas, chegou o dia 03 de maio de 2010, e eu estive em um país que também amo, Portugal, cheguei na minha querida Lisboa também neste lindo dia. De lá sinto falta da cidade, dos pasteis de Belém, da francesinha, do Parque das Nações, do Terreiro do Paço, da Marquês de Pombal, do Vasco da Gama, do Estádio da Luz, do Nuorte, de pegar o comboio, acender tantas velas em Fátima que acabar com fama de piromaníaca,  comer feito uma condenada, ouvir o vosso português, mas principalmente das pessoas, dos meus amigos queridos que amo de paixão e que estão lá. Eu volto meus amores, e isto não é uma promessa, é uma ameaça!

Ah, e gostaria de dizer que nenhum dia é propício para partidas.

Comentários

mariaduarte disse…
Que emoçon, amore, podias voltar cá para o ano que vem:))
Luma Rosa disse…
Ah, gostoso é perpetuar os dias felizes!! As lembranças que nos ficam devem ser sempre relembradas, para não nos esquecermos da emoção sentida!!
Bom fim de semana!! Beijus,

Postagens mais visitadas deste blog

Padroeira do Recife

Está chegando...

Heróis literários ou Forever 17