Está tendo Copa!

Você que ainda tem paciência em ler minhas abobrinhas, pode ir sentando que hoje o post é longo e o assunto é futebol.
Primeiro e antes de mais nada todo mundo sabe que sou apaixonada por futebol, desde criança meu pai sempre me levou ao estádio e eu já havia visto jogos da seleção brasileira em amistosos, eliminatórias, Copa América. Eu tive o privilégio de ver a seleção de 1982 em campo, isso entrega minha idade, eu sei, mas fazer o quê?
Imaginem minha empolgação com esta Copa, aqui, em casa. Imaginem meu desgosto com a turma do agouro, do "não vai ter Copa" ou "Imagina na Copa". Pois bem está tendo Copa e ela está sendo um sucesso. E pela enézima vez vou voltar a falar, a FIFA não presta, todo mundo já sabe, mas é ela a organizadora do campeonato. Gastou-se muito nos estádios, outra verdade, mas ao menos eles foram erguidos, e o monte de prédios públicos inacabados, estradas que ligam nenhum lugar a lugar nenhum? Minha gente isso existia muito antes da Copa e infelizmente vai continuar existindo depois, então vamos lá: A Copa não é responsável pelas mazelas do Brasil, temos que ter em mente que 500 anos não podem ser mudados em apenas dez.
Mas voltemos ao futebol que é o assunto deste post.
Pois este ano realizei meu sonho de infância, e tive que realizá-lo também por pessoas que amo muito, e que eram tão apaixonados por futebol e seleção brasileira quanto eu, mas que infelizmente não viveram para ver este momento único aqui no Brasil. Meu pai, minha tia e minha amiga de infância. Fui a um jogo da seleção brasileira neste Mundial. E amigos, como diz aquele locutor que não deve ser nomeado, sim, este mesmo, o Voldermort, foi emoção demais, desde a hora que eu cheguei à Arena Castelão, em Fortaleza, até o apito final. Ficamos no empate, jogo tenso, eu percebi o motivo de tantas ambulâncias do SAMU do lado de fora, ver um jogo da seleção brasileira numa Copa do Mundo em casa e dentro do estádio é para os fortes de coração.
Mas valeu tudo, o esforço de pegar um ônibus à noite e viajar 12 horas, depois, já em Fortaleza, tomar o café-da-manhã e só voltar a comer no outro dia em casa, porque a comida no Castelão havia acabado, xingar e ser xingada pelos mexicanos, povo que amo e que também nos ama. Logo após a partida correr e literalmente ter que dar uma volta olímpica pelo lado de fora do estádio até conseguir sair das redondezas para pegar um táxi e voltar para rodoviária, porque no dia seguinte tinha que estar aqui, e o trabalho? Temos que cooperar com o PIB do país, né?
O Brasil podia ter vencido a partida, claro, mas olha eu nem liguei, isso não estragou em nada o momento e vamos e convenhamos nesta Copa das Copas não está tendo jogo fácil para ninguém. Seleções grandes saíram ainda na primeira fase, enquanto a Grande Costa Rica foi para as quartas-de-final, e eu ainda tive o privilégio de ver a classificação deles em cima da Itália aqui na Arena Pernambuco. E depois a classificação para as quartas em cima da minha amada Grécia, por quem eu torci, por motivos óbvios, também aqui na Arena.
Então é isso, quis dividir minha emoção com vocês e dizer que sim, está tendo Copa e olha, está lindo de se ver, agora para completar a festa, só mesmo o Brasil sendo Hexa... até rimou!

Comentários

Camille disse…
Oi amiga,, foi-se a Copa. Vim pegar teu endereço. Volta e meia some tudo e a ignoranta em tecnologia aqui vai tentando correr atras. Bjossss

Postagens mais visitadas deste blog

Padroeira do Recife

Está chegando...

Virtual ou Real?