Virtual ou Real?

Todo mundo sabe que sou apaixonada pela internet, blogosfera, redes sociais e afins, tudo isso porque eu gosto de gente, simples assim. E através de duas paixões, livros e internet, conheci pessoas que se tornaram mega especiais na minha.
Em 2012, por causa do polêmico best-seller 50 Tons de Cinza entrei em um grupo, mega reduzido, no Facebook, de poucas, mas ótimas pessoas que haviam lido o livro, e começamos a falar sobre tudo, de repente percebemos que não eram só os livros que nos uniam, mas nossas histórias de vida, lutas, alegrias, dramas, dores e amores, ficamos amigas, dessas que você corre para contar tudo! Ano passado nos encontramos pessoalmente e foi bom demais perceber que estávamos todas juntas e que nossas conversas eram uma extensão das nossas conversas ditas virtuais. Sempre achei que com relação aos sentimentos o real e virtual se misturam, porque sentimentos são sempre reais!
Aí este ano, dessa vez no twitter, e por causa de outros livros, dessa vez a Saga Divergente, conheci pessoas lindas através do twitter, sei que novamente esta linha tênue entre virtual e real se desfaz porque nasce um afeto real, e você sabe que tem amigos, que podem morar um tanto quanto longe, mas com quem você se sente a vontade para conversar sobre tudo, inclusive sobre livros.
Agradeço por essas pessoas que são presentes de Deus na minha vida, por aturarem minha doidice e minha eterna adolescência, meu mau humor, ou bom humor demais, enfim por gostarem de mim assim, desse jeitinho que eu sou.
Virgínia, Janaína, Patrícia, Lu, Elky, Estefânia, Vivian, Flávia, Ny, Déia, vocês existem que fico feliz por isso. Que muitos livros e encontros façam da nossa vida uma doce aventura.

Comentários

Que lindo Jani, meus dias não são mais os mesmos depois de vocês, morro de rir e quando passo o dia sem ver o twitter, fico morrendo de saudades de vocês.

Postagens mais visitadas deste blog

Padroeira do Recife

Está chegando...