News


Cabelo novo de novo!!!!!

Não, eu não cortei ainda mais o cabelo, mas ele não está mais no modelo escovado e como tal agora está cheio de caichinhos, vide foto.

Estava agora no blog de Cyn, o Gênero Cinematográfico, e fico feliz ao ver como ela escreve bem, e como ela é uma pessoa linda, uma mãezona, uma amigona. Ela fez um post lindo sobre o Arthur, único filho homem e filho "do meio" dela, e eu me emocionei.

Fiquei emocionada antes de mais nada porque conheço a mãe e o filho e sei que são pessoas para lá de especiais, e também porque eu não sou mãe, mas tenho um sonho de um dia ser, na verdade meus sonhos de menina continuam os mesmos, muitas pessoas podem querer comer meu fígado, mas o meu maior sonho é encontrar um cara legal, casar e ter filhos...pois é, as vezes me sinto insegura nessa sociedade que cobra tanto de uma mulher.

Tenho 34 anos, e os homens na minha faixa etária estão em três estágios distintos: ou já são casados, ou foram casados e não querem saber de compromisso e tem ainda os que me acham "velhinha" para eles. E aí ainda tem o bom e velho relógio biológico que fica cobnrando no meu juízo: este ano você vai fazer 35 aninhos e filho que é bom nada...

Pois é não é nada fácil ser mulher nesta sociedade moderna, ainda machista, e no qual como bem disse Cyn no seu post somos um pedaço de alcatra que anda...eu na verdade tou mais para cotia, né Cyn?

Beijinhos mil e fiquem com Papai do Céu.

p.s.: na foto acho que quem aparece comigo é o ministro francês o Dominique de Villepain

Ah, tinha que fazer esse up date só para deixar aqui para vocês o que o site no mínimo disse hoje no tema a plavra é, do dia:

Canastrona
11.04.2006 Não é muito claro o modo como surgiu o sentido de mau ator/atriz para ?canastrão/canastrona?. Canastra é, na origem, uma cesta de vime baixa e larga; e também, numa acepção brasileira, uma caixa ou mala revestida de couro. Mas existe ainda o ?canastro?, uma canastra mais profunda, termo que já foi usado informalmente para designar o corpo humano, especialmente o tronco, a ?caixa?.

De qual desses significados terá nascido o de pessoa de exíguo talento para a representação dramática? Seria o canastrão/canastrona uma mala grande jogada no palco, adereço trambolhudo e difícil de manejar? Ou, numa hipótese talvez menos provável, um tronco que se desloca em cena e, meu Deus, tem falas?

Em Portugal canastrão quer dizer também uma pessoa grandalhona e desajeitada ou alguém que, com muitos anos no lombo, tenta esconder a idade por meio de artifícios canhestros. Vale notar que ambas as acepções fazem fronteira com a de mau ator e podem ser um elo (no Brasil, perdido) entre a canastra-objeto e o canastrão. Ou a canastrona.

O feminino da palavra é a forma que interessa aqui por causa do desempenho da parricida Suzane Richtofen no ?Fantástico?. Não consigo me lembrar de outra canastrona que, de tão ruim, tenha sido presa logo após sair de cena. Dá vontade de aplaudir de pé.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Está chegando...

Virtual ou Real?

Heróis literários ou Forever 17