Post relâmpago!

Voltei!

Tá bem eu sei que ninguém sabia que eu tinha ido, mas fui, ontem fui visitar os locais onde serão os 3 primieros Espaços Ciadadania no interior do Estado nas cidades de Surubim, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe e só cheguei em casa às 9h de la noche, ou seja de quebra perdi aula de alemão, e acabei de receber um e-mail de trabalho que me fará perder a aula amanhã também...decididamente esses Espaços Ciadadania estão me tirando o juízo, mas tudo bem, tudo pela inclusão digital!!!!!

A Alline (http://www.noncapisconiente.blogspot.com/) pediu para eu explicar as solenidades da Semana Santa e eu vou fazer uma explicação rápida para vocês dos rituais católicos, e em especial da minha igreja, ok?!

Na igreja Católica vivesse neste período um Tríduo Pascal, que tem início na Quinta-feira Santa com a Missa dos Santos Óleos, que aqui na diocese de Olinda e Recife, acontece na Igreja da Sé, todos os anos, e é a missa por excelência onde os padres renovam os seus votos e o óleo(azeite de oliva) e abençoada para ser usado ao longo do ano nos sacramentos do Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos. Geralmente no período da tarde acontece a solenidade de Lava-pés, onde é repetido o ato de humildade de Jesus que lavou e beijou os pés dos seus discípulos como sinal de amor e serviço ao próximo, essa missa também é por excelência a missa em que se recorda a instituição do mais importante Sacramento da Igreja, a Eucaristia.

Após esta missa o Santíssimo é trasladado para um outro ambiente, ónde é adorado por toda à noite, e todas as imagens da igerja são cobertas de roxo, representando o início da Paixão do Senhor.

Na sexta-feira às 5h da manhã a minha igreja promove uma caminhada penitencial que percorre todas as capelas da paróquia e dura em torno de 4h e meia...isso mesmo, andando que se vocês prestaram atenção o nome é caminhada penitencial!!!! À tarde tem a solenidade do Senhor Morto pois na Sexta-feira Santa não pode haver missa, está solenidade é muito bonita e cheia de simbolismos, o padre reza cantado uma oração que é chamada de oração universal, e nela todos pedimos por todos: católicos, não-católicos, judeus, ateus, enfim. Após esta solenidade há a procissão do Senhor Morto e encerram-se as atividades litúrgicas deste dia.

No Sábado de Aleluia é feita a Vigília Pascal que tem início com a igreja as escuras, o Círio Pascal (uma vela que representa a Luz de Jesus) é aceso em uma fogueira fora da igreja(claro!!!!!) e nós que temos nossa própria vela também as acendemos a medida que o padre vai entrando com o Círio. Depois apagamos as velas a igerja continua as escuras e são lidas 7 passagens do Antigo Testamento e cantados 7 Salmos. Terminada esta primeira parte da Vigília é proclamada a Ressurreição de Jesus e aí não tem quem durma mais, lá na minha paróquia colocam sempre a banda mais animada para cantar uma música para lá de animada, as luzes são acesas, os sinos repicam e fogos de artíficio são disparados (do lado de fora tb, óbvio)...e invariavelmente eu choro...só para variar. Depois nós renovamos as promessas batismais, tomamos literalmente um banho de água benta e a missa segue no seu curso normal, e bemmmmmmmm animada! A solenidade toda dura entre 4 e 5 horas.

No Domingo de Páscoa temos uma missa nos padrões conhecidos, só que mais animada e solene, e até Pentecostes (vinda do Espírito Santo sobre Maria e os Apóstolos), ou seja, por 50 dias vivemos o tempo de Páscoa.

Alline, espero que você tenha gostado da explicação e tenha dado para entender tudo. Só tenho fotos da Vigília Pascal e do momento das velas, para que vocês tenham uma idéia.

Beijos no coração.

Fotos: 1. Igreja a luz de velas no início da Vigília Pascal; 2. Eu e Fabi tentando não nos queimar com a cera derretida; 3. igreja a luz de velas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Está chegando...

Virtual ou Real?

Heróis literários ou Forever 17