Sobre posts e outras coisas

Você
Tim Maia
De repente a dor
De esperar terminou
E o amor veio enfim
Eu que sempre sonhei
Mas não acreditei
Muito em mim
Vi o tempo passar
O inverno chegar
Outra vez mas desta vez
Todo pranto sumiu
Um encanto surgiu
Meu amor
Você
É mais do que sei
É mais que pensei
É mais que esperava, baby
VocêÉ algo assim
É tudo pra mim
É como eu sonhava, baby
Sou feliz agora
Não não vá embora não
Não não vá embora
Não não vá embora
Vou morrer de saudade
Vou morrer de saudade
Vou morrer de saudade

Oi gente,

primeiro deixa eu explicar, porque pode ser gente que entre aqui e que não estava sabendo, eu não contei isso que aconteceu com meu amigo Sérgio só porque estou triste e quero deixar todo mundo triste, não foi isso, é que ontem a Laura decidiu e a Lou me convidou, para fazermos uma blogagem coletiva sobre a violência, que aqui no Brasil está fora de controle...e que infelizmente na cidade onde vivo Recife já chegou ao ponto de ser considerada a cidade mais violenta do país...

A música é porque eu gosto e é porque é uma verdade para mim.

E pelo andar da carruagem vou acabar virando um "pé de cana", como se diz em bom pernambucanês, porque é uma reação em cadeia, fico deprê, aí não tenho vontade de sair, mas aí as amigas arrastam para um barzinho para conversarmos, eu hein...Ontem à noite fui com Cris e Márcio (um amigo de São Paulo) para um barzinho lá na avenida Boa Viagem, ver o mar sempre me acalma, mas ontem nem isso.

Cheguei em casa e dormir que é bom nada, aí eu primeiro tentei ouvir música, depois passei para tentar ver TV e como nada me distraía fui fazer meu hobby predileto, jogar coisas fora. Depois das fitas K7 e das VHS, ontem foi a vez de umas fostos antigas, de gente que eu não vejo faz séculos, mas que tinha pena de jogar fora, ontem joguei dois albinhos inteiros fora.

Um dia vou postar uma foto do meu quarto para vocês entenderem o drama, o quarto é bem pequeno, não sei quantos metros, mas o apartamento todo tem 70, imaginem o tamanho do quarto, e aí eu saio guardando as coisas não pelo valor material, e sim pelo valor sentimental, por exemplo tenho uns trocentos porta-joías, mas acho que no máximo umas cinco joías, logo os porta-joías contêm de um tudo, tem um mesmo que tem 33 pétalas de rosas, que eu guardei quando ganhei um buquet com 33 rosas, quando completei 33 anos...uma pétala de cada rosa, não, eu não sou doida, mas sou assim, guardo isso há quase dois anos e aí de quem mexer.

Resumo da ópera, fui dormir umas 3 horas da manhã e às 6 já estava acordadíssima.

Um beijo no coração de todo mundo, que Deus abençoe a vida de cada um de vocês que vêm aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Está chegando...

Virtual ou Real?

Heróis literários ou Forever 17