Minha cidade cheia de pontes!


Todos sabem que eu amo minha mui linda Recife e suas trocentas pontes, mas hoje vim aqui dar um conselho às mulheres que por acaso venham aqui e decidam atravessar umas das supracitadas pontes, de vestido mais ou menos curto.


Antes de mais nada quero deixar bem claro que isto não aconteceu comigo. Vamos aos fatos, vou chamar a personagem de "ela".


"Ela sai do trabalho e decide pegar o ônibus do outro lado da ponte, afinal de contas o percusso tem menos trânsito e ainda faz uma rápida caminhada. Quando chega ao meio da ponte já está arrependida, tem que segurar a bolsa, a sacola eo vestido que está voando para todos os lados ... e o celular toda, ela solta o vestido (pedindo aos céus que a calcinha seja bonitinha) e atende. Um ônibus passa pela ponte e todos viram para assistir a cena.


Ela tenta desligar o celular o mais rápido possível dizendo que vai ser assaltada ou vai ter que pular da ponte rio abaixo. Consegue atravessar a malfadada ponte...murrinha de cidade para ter tanta ponte e tanto vento! Também que invenção está de atrevessar ponte para pegar ônibus do outro lado.


Quando vai chegando perto da Parada de ônibus o que acontece? Vê o ônibus e desanda a correr como o desesperada com os saltos enganchando em todas as pedras portuguesas no meio do caminho...inferno...mas ao menos consegue pegar o ônibus".


Como eu disse, isto aconteceu ontem à noite com uma pessoa que não sou eu! Só relatei os fatos aqui para prevenir quem vier a Recife pelo carnaval...
Foto: eu com a linda Ponte Maurício de Nassau ao fundo!

Comentários

andreia inoue disse…
eu tambem amooo recife,minha familia mora no cabo,ai bem pertinho.
beijaooo.
Anônimo disse…
ahaha, amiga só vc mesmo... coitadinha dessa moça, né? ainda bem que conseguiu pegar o ônibus depois de tanto perrengue ;-) Lou
Jannine bom dia!
Mas chega até ser cômico essa história!
Adoro Recife, minha cidade natal.

Li rapidamente outros posts seus e vi que você vai ao show do A-Ha.
Adoro as músicas do A-Ha e já combinei de ir também,,,, será que consigo entradas ainda?
Onde está vendendo ingressos?

Um xero!
Nanda disse…
Eu vi os conselhos no twitter! =) E não são fá de saltos; acho lindos, mas pra andar entre pontes e ruas esburacadas, eles complicam demais! Se fosse eu, seriam dois passos, uma queda...rs
Roseane, disse…
Jan valeu a dica. Eu näo vou passar o carná em Recife este ano, mas quem sabe no próximo ou em qualquer época do ano...quero lembrar para näo atravessar a ponte com minivestido, salto alto, já näo uso mesmo...
Quanto a sua enxaqueca, já conheco há tempo...e também sofro desse mal.
Tive uma crise quando voltei do Vietnan, dentro do aviäo foi terrível.
Bom findi amiga. Bjks
Zany disse…
Fiquei imaginando a personagem relatada por você, como a Marylyn Monroe naquela clássica cena do vestido levantado ao vento. Mas a história me fez lembrar de uma cena que aconteceu com uma ex-professora minha: Ela vestida com uma saia daquelas tipo envelope, no centro da cidade, num telefone público. Ao seu redor, vento muito vento, que fez a saia dobrar deixando a mostra a sua calcinha. Ainda ao redor dela, um punhado de FDP(homens) que se deliciavam com a cena. De longe avistei, cheguei perto e avisei pra ela. Rubra, ela pediu que eu não saísse de perto dela. Deu tchau ao seu interlocutor e foi saindo junto comigo, sem nem olhar para os lados.Bjs Linda e um bom fim de semana pra você!!

Postagens mais visitadas deste blog

Virtual ou Real?

Está chegando...

Heróis literários ou Forever 17