Cinema Argentino

Ontem vi mais um filme argentino, Abutres ou Caranchos, como o original, filme duro, mas muito bom com o maravilhoso ator portenho, Ricardo Darín. Minha paixão pelo cinema argentino remonta ao ano de 1984, quando vi um trecho do filme "Camila, e penei para conseguir vê-lo na íntegra, e só consegui isto em 1985. Depois tive a felicidade de comprá-lo na melhor livraria do mundo e arredores: El Ateneo, lá em Buenos Aires.
Já em 2001, fui convidada por um amigo para ver um filme de arte, foi quando conheci o ator Ricardo Darín e percebi que amo o cinema argentino, e não tem como não amar depois de assistirmos a um filme como "O Filho da Noiva", que concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro, mas não levou, uma pena. Eu comprei o meu e depois dei de presente a uma amigo português, sorte minha que comprei um original, que é como eu refiro ver os filmes em língua castellana.
E aí descobri que a dobradinha Ricardo Darín e o diretor Juan José Campanella fez sucesso também nos filmes "O mesmo amor, a mesma chuva" e "Clube da Lua". Depois soube de outro filme do Ricardo Darín, "Nueve Reinas", e por fim a última empreitada dele com o Campanella, "O Segredo dos teus olhos", este sim premiado com o Oscar de melhor filme estrangeiro.
Resumindo, tenho todos na minha videoteca e vejo sempre que posso, agora vou em busca de "Os Abutres" e o mais recente do Ricardo Darín. ¡Y viva el cine argentino!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Padroeira do Recife

Está chegando...

Bookaholic