B de Belém do Pará

Basílica de N. Sra. de Nazaré
Ver-o-Peso
"Oh lerê oh lará, carimbó, sirimbó é gostoso, é gostoso em Belém do Pará", claro que se vou falar de Belém tenho que começar cantando um carimbó, tomando açaí e olhando o rio ali do Ver-o-Peso. Estive em Belém quatro vezes, sempre a trabalho, mas isso não me impediu de em todo e qualquer momento possível descobrir as belezas da cidade. Um dos locais que valem muito conhecer, aqui no Brasil. Mas primeiro prepare-se para o calor e a chuva, lembre-se que você estará adentrando um clima equatorial. E o calor é brabo mesmo.
Mas, como eu já vivo em um lugar que tem dias parece a sucursal do inferno de tão quente, tirei Belém de letra. A terra das mangueiras é linda, e eu vou listar apenas o que pude conhecer, e que acho imperdível.
Entrada do Teatro da Paz
Igreja da Sé
Comece pelo Centro Histórico, o Ver-o-Peso e as Docas, é tudo literalmente colado um ao outro e de uma tacada só a pessoa pode conhecer a bela Igreja da Sé, a Casa das Onze Janelas, comprar castanha-do-pará naquele precinho massa no Ver-o-Peso, além de banhos para atrair tudo que a pessoa quiser, o que eu mais recomendo é o atrativo de amor, com óleo da bota, mas só para quem for solteira, por favor. Juntinho do Ver-o-Peso tem as Docas que seja durante o dia ou à noite, oferece a típica culinária paraense, com pato no tucupí e tacacá, além de ter várias opções de compras de produtos típicos, além da cerveja artesanal de primeira qualidade feita lá mesmo na Amazon Beer. Para refrescar você pode ir tomar um sorvete maravilhoso de açaí com tapioca, na Cairú. É de se abraçar ao sorveteiro chorando.

Praça Batista Campos
Não muito longe dali, pode ir de táxi que lá é barato e eu não sei se já tem Uber, a pessoa sendo ou não religiosa deve ir conhecer a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré. A igreja é lindíssima, a imagem é pequenina como a de Nossa Senhora Aparecida, e todas as vezes que estive lá tive vontade de voltar para participar do Círio.
Em sua estada em Belém não deixe de conhecer o belíssimo Theatro da Paz, construído na época de ouro do ciclo da borracha é um dos mais belos do Brasil. Lá pertinho do teatro tem a Praça Batista Campos, a praça no meio da cidade é linda e cheia de árvores amazônicas imensas, daquelas que dá para gente morar dentro, com uma família de seis pessoas.
Enfim, Belém como porta de entrada para o Norte do Brasil não poderia ser mais bonita e receptiva, com seu povo simpático e seu português mais correto.




Comentários

Flavia Carrilho disse…
Que show, Jani!!! Um dia eu ainda conheço. ;)

Postagens mais visitadas deste blog

Está chegando...

Virtual ou Real?

Heróis literários ou Forever 17